Deus só entra em nossa vida para nos fazer ganhar!

Padre Fabrício
Foto: Wesley Almeida
A liturgia de hoje vem aumentar em nosso coração o desejo de que, ouvindo a voz de Deus, o nosso coração não fique fechado. “Não fecheis os vosso corações”. Queiram Deus. É o bom desejo que move o coração de quem quer comunicar uma experiência com o Senhor. Mas a primeira leitura nos lembra que nem sempre foi assim, pois, durante 40 anos ouvindo a voz do Senhor, o povo permaneceu de coração endurecido. Isso provocou a ira do Senhor.

Você quer irritar o Senhor, experimentar a força de Sua ira? Acredito que não deva ser esse o seu desejo. A nossa geração tem um coração endurecido e desconhece o caminho do Senhor. O mundo tenta enganar nosso coração, pois a grande investida é fazer com que nós não encontremos o caminho de Deus. O que irrita o coração do Senhor é confundir uma geração para que ela não encontre o caminho certo.

Quando vemos alguém com a vida perdida, é porque o coração dela já “foi para o brejo” há muito tempo. Não é verdade que quando tocamos no ideal de uma causa e nos entregamos por ele, a força do nosso coração move toda a nossa vida? Também não é verdade que quando nos entregamos ao pecado, o nosso coração vai nos desviando do caminho?

O pecado não dói; dá prazer. Se doesse, o confessionário estaria vazio. O pecado seduz o coração. Uma vez seduzido, o mundo nos diz que quem manda em nossa vida somos nós e que só seremos felizes quando realizarmos todas as nossas vontades. Mas tomara que você esteja com o coração aberto nestes dias. Abra a porta do seu coração sem medo, pois eu lhe garante que você não vai perder nada, porque Deus só entra em nossa vida para nos fazer ganhar!

"O mais difícil de curar é a lepra do coração"
Foto: Wesley Almeida

A receita que a liturgia nos oferece hoje é o exemplo do leproso. Alguém que era julgado pelos outros, excluído, mas que hoje nos ensina o que é uma verdadeira "revolução Jesus"; aquela que acontece quando aprendemos a ser humildes. O mais difícil de curar é a lepra do coração. Se o coração transviado se afastou do Senhor, o leproso chegou perto d'Ele. O coração transviado só quer fazer a sua própria vontade, porque acha que é o centro do mundo.

O leproso se ajoelhou diante de Jesus. E quando eu me ajoelho, eu me torno menor que o outro. Esse homem nos ensina que a "revolução Jesus" acontece dentro de nós. Ele queria ser curado, e, ajoelhado em frente ao Senhor, ele disse: “Se queres, tens o poder de curar-me”.

Não há revolução se você não mudar a sua vontade, e isso não acontece sem luta. Não mudamos de vida se não mudamos de vontade.

Transcrição e adaptação: Michelle Mimoso

 


Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600


 


Padre Fabrício Andrade


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo