Deus tem um destino para nós

Dom Alberto
Foto: Robson Siqueira

Não é raro no nosso tempo que muitas pessoas queiram descobrir sinais do seu futuro, e ficam se perguntando: "qual será o meu destino? O que devo fazer nessa vida?" Está escrito nos horóscopos, nas mãos, qual é o meu destino. Será que para esses 5 já estaria escrito tudo o que aconteceria na vida deles? Guardem a pergunta.

A segunda leitura da Carta de São Paulo aos Efésios nos fala que "fomos predestinados em Cristo a sermos diante de seus olhos santos e imaculados no seu amor". Em toda carta aos Efésios é permeada pela alegria do Apóstolo Paulo da descoberta em sua vida. de que fomos todos chamados a essa comunhão com Deus, fomos chamados a graça da salvação.

Se me perguntarem se existe destino? Existe destino sim, somos todos destinados a salvação, Deus nos fez para sermos felizes, sermos realizados n’Ele, Deus nos escolheu, somos amados desde toda a eternidade, Deus pensou em nós para esta graça, da vocação cristã para vida da comunhão com Deus. Ninguém foi feito para a perdição, para ser condenado. Em outra parte a Sagrada Escritura nos ensina que Deus quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade, que todos são feitos para a salvação, para comunhão com Deus. Assim qualquer pessoa que encontrar na minha vida, devo olhar cada pessoa como uma candidata ao evangelho, não me cabe ter diante de qualquer pessoa um olhar de desconfiança, de condenação, pois todos somos chamados à salvação.

Existe um jogo maravilhoso, pois Deus e a palavra chamado é muito forte. Deus chama. O que é o chamado? Se formos olhar para a vida de cada um, Marcos estaria plantando flores, Marcio estaria em São José dos Campos, Ivan estaria trabalhando em projetos de engenharia, Donizete estaria em Rio Pomba, Ademir em São Bento, os projetos certamente eram outros, sei que uns resistiram ao chamado, não foi fácil responder.

Deus chama, e o que é este chamado? A história deles poderiam ter percorrido outros caminhos. O carinho de Deus que toca o coração de uma pessoa, é um olhar de preferência, mas Deus não obriga ninguém, ninguém pode ser obrigado a receber um sacramento, uma pessoa forçada, anularia o gesto sacramental, por isso o processo ao sacerdócio é longo, é necessário um tempo de formação, de crises, de interrogação. Na primeira leitura vemos o profeta Amós, como estava incomodando muito com sua palavra, disseram-lhe volte para sua terra, e ele disse que não era profeta, nem filho de profeta, eu trabalhava na roça, Deus é que foi onde eu estava e me chamou, para anunciar a Sua palavra.

Ouça a homilia na íntegra

As pessoas que tem especial vocação da Igreja podem dizer, como São Paulo “ai de mim senão evangelizar” e dizer também como profeta Jeremias “Seduziste-me Senhor e eu deixei me seduzir”. Deus provocou, é como uma sedução que acontece com um homem e mulher mesmo. Esses cinco deixaram ser seduzidos pelo Senhor, pela força do seu amor e dizem que não pode seguir outra estrada.

Como acontece um chamado? Como Deus chama? Deus dá característica a uma pessoa, já tive várias pessoas que hoje são sacerdotes que eu pessoalmente chamei, olhar para uma pessoa e dizer: “você nunca pensou em servir a Deus”. Adquirimos essa sensibilidade. Sensibilidade para o serviço dos outros, uma inquietação diante de um mundo que precisa da palavra.

Chamado é Deus que olha e concede vários dons a pessoa, que põe dentro dela o desejo de querer segui-Lo mais de perto, e faz com que a pessoa de várias formas diga: “Eis me aqui”. Acontece também a partir de várias situações que a pessoa se encontra, Deus usa vários sinais para chamar, quando você lê uma passagem do evangelho e palavra toca profundamente seu coração e nasce uma inquietação positiva, o Senhor chama.

Segundo ponto o Senhor consagra, Ele marca, hoje Deus marca esses 5 homens com a graça sacramental, através da imposição da mãos e a oração do Bispo. Deus consagra, Deus marca a vida de uma pessoa. Consagração é um gesto de amor de Deus, que toca diretamente alguém que é chamado por Ele, e depois envia. Deus chama, consagra e envia

O que esses 5 jovens irão receber agora, não lhes pertence, ninguém é ordenado padre para si mesmo, o que o padre e os diáconos recebem não é para eles mesmos, é para os outros, para servir. São ordenados para servir, servir a Igreja nos pobres, nos pequenos, na pregação palavra, na Eucaristia, é o que estes homens receberão hoje.

O que eles são, é dado de presentes ao povo. Me dá muita alegria ver todos os familiares aqui, pois Deus abençoa a família que dão seus filhos para Igreja. Vocês entregam e a Igreja devolve ao povo e a suas famílias. Somos muito mais família depois de ordenados, tornamos coração, referência para nossa família.

Que o senhor santifique esses irmãos e a todos nós nos toque com sua graça.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo