É na esperança que somos salvos

Padre Roger Luís
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova

É na esperança que nós fomos salvos.

Tudo o que vivemos hoje, neste mundo tão agitado, favorece-nos para que não saibamos mais esperar. Vivemos uma vida agita e imediatista. Queremos que as coisas aconteçam na hora em que queremos e do jeito que queremos. Pessoas ficam angustiadas porque têm que esperar numa fila de banco, nos aeroportos e assim por diante. Tem gente que reclama no PROCON porque teve de esperar por muito tempo para ser atendido.

Mas, com Deus, isto não resolve. Não adianta reclamar para Deus. Ele não tem PROCON. Em nosso relacionamento com Deus, é preciso aprender a esperar. E este Sábado Santo nos ensina esta lição: é preciso esperar. Esperamos o Domingo de Páscoa. Estamos aguardando o grito festivo do 'Aleluia' da Ressurreição do Senhor.

Jesus não queria uma revolução política, mas Ele desejava que todos se encontrassem com o Senhor de todos Senhores.

A esperança transforma o escravo em irmão. Jesus veio mudar a nossa mentalidade, quanto ao nosso irmão. Seu irmão pode ser chato, enjoado, mas é seu irmão.

“Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas” (Efésios 4,9-10)
No sábado santo nós contemplamos a morte do Cristo, experimentamos a ausência de Deus. Aquele que ressuscitou, que curou o cego está morto. No silêncio do sepulcro, renunciamos o medo da morte, porque até no vale tenebroso da morte Jesus está. Jesus viveu experiência da morte.

A experiência do sepulcro nos leva a esperança. É na esperança que nós fomos salvos.

O sofrimento do tempo presente não tem proporção com a glória que será revelada. Não abandone a Deus no momento de dor, no silêncio de Deus permaneça firme.

Os discípulos estavam sem esperança, a dor era grande, era uma vazio intenso provocado pelo sepulcro. Em meio a dor, precisamos esperar no Senhor. O segredo católico é permanecer fiel até o fim, e precisa viver da Eucaristia e da Palavra de Deus.

Os discípulos estavam sofridos porque esperavam a revolução política e não a revolução interior da alma.

Nós não somos chamados a negar a dor, a negar da cruz. Muitas vezes vamos passar pelo o silêncio de Deus, mas em todas as situações Deus estará contigo, na alegria e na dor.

Coloquemos a nossa esperança e nossa confiança nas promessa de Deus. Esperança é pegar o nosso presente, a dor do presente e colocar no futuro: O sofrimento do tempo presente não tem proporção com a glória que será revelada. Não paremos na dor de hoje, mas olhar o futuro acreditando que as promessas de Deus se realizará na nossa vida.

"Jó sofreu muito, perdeu tudo, mas ele afirma que: “eu contemplarei o meu redentor”.
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova

Se o próprio Deus escolheu a dor, precisamos acreditar que no fundo do cálice deve haver uma pérola, a qual nós conhecemos e o nome desta pérola é ressurreição, é vida nova, é transformação. Não desanimes permaneça fiel.

Sou encantado com o Livro de Jó. Jó sofreu muito, perdeu tudo, mas ele afirma que: “eu contemplarei o meu redentor”. Mesmo na dor Jó ficou firme na esperança. Precisamos experimentar isto neste sábado santo.

Em Palmas quase faleci, tive uma embolia pulmonar e falência nos pulmões, estava prometido a morte, primeiro veio a cegueira da dor, primeiro murmurei disse deixei tudo para seguir o Senhor e o Senhor iria me deixar morrer seminarista. Mas depois eu confiei em Deus e me dispus em viver a vontade de Deus e a ressurreição aconteceu em minha vida. Eu fiz a experiência da esperança.

“E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21,1-4)

Assista trecho:

Transcrição e adaptação: Elcka Torres

 

 



Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600


Conheça mais do nosso conteúdo:


:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

 

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo