É preciso renovar a nossa fé

Padre Paulinho
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

É com o coração que adora o Senhor que devemos nos aproximar da Palavra e do Altar Eucarístico. Como é bom celebrar as vitórias de Deus! Neste "Canção Nova Sertaneja", queremos celebrar também as ações do Senhor no meio de nós. Mesmo que não estejamos com o coração alegre, somos convidados a apresentar ao Senhor as nossas dores, as nossas lamentações, e também colocar aquilo que temos de bom em sacrifício, em oferenda a Ele.

Devemos celebrar com ardor, com abertura de coração, o Santo Sacrifício. Na leitura de hoje, vemos uma grande festa que aconteceu com Judas e seus irmãos, porque eles conseguiram entrar em Jerusalém e reconquistar o Templo que estava destruído. Assim, disse Judas: “Nossos inimigos foram esmagados. Vamos purificar o lugar santo e reconsagrá-lo” (1Mc 4,36). Eles ofereceram um novo sacrifício no altar, o qual foi, novamente, consagrado a Deus. O primeiro pensamento de Judas era reconsagrar o Templo que havia sido profanado.

No Evangelho de hoje, Lucas, de forma muito breve, relata um texto semelhante ao de Judas: “Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os vendedores. E disse: 'Está escrito: Minha casa será casa de oração’. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões” (Lc 19,45-46).

Participar deste acampamento, na Canção Nova, é deixar que o próprio Senhor reconstrua aquilo que foi profanado e invadido dentro de nós. Se nós abrirmos nossos ouvidos e nosso coração, o próprio Senhor nos dará a vitória sobre nós mesmos. Precisaremos reconstruir o Templo que somos nós. Como Judas e seus irmãos fizeram, precisamos restaurar nosso interior. Nós precisamos de restauração. A consagração que fizemos, quando fomos batizados, precisa ser restaurada.

"Deixemos que o Senhor reconstrua nossa vida para que nosso coração seja o altar que Ele ocupe", diz padre.
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Peçamos ao Senhor que este encontro não seja apenas mais um evento para nós, mas um momento com Deus, pois Ele tem o poder de transformar a nossa vida, o nosso coração. Deixemos que o Senhor reconstrua nossa vida para que nosso coração seja o altar que Ele ocupe, seja um trono para receber Jesus.

Deus quer expulsar da nossa vida tudo aquilo que o mundo foi fazendo de nós: uma casa de comércio. Mais uma vez, pela graça do sacramento do batismo, peçamos força ao Senhor para sermos renovados no Espírito Santo.

Vivemos num mundo industrializado, capitalista, no qual muitos se vendem, têm sua fonte de renda na venda de outras pessoas, no comércio de crianças, de órgãos humanos! A que ponto chegamos! Vender a outra pessoa! Não podemos deixar apagar aquilo que é de Deus em nós. Não nos deixemos levar por este mundo libertino! Testemunhemos que somos trabalhadores do Senhor. Deixemos que, neste fim de semana, as palestras caiam no nosso coração e nos restaurem, para que o Pai reconstrua o Templo dentro de nós. Tenhamos fé no Senhor, na Igreja, n'Aquele que morreu por nós.


Padre Paulinho


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo