Ele te livrará do laço do Caçador

O Salmo 90 começa dizendo “Tu que estás sob a proteção do Altíssimo e moras à sombra do Onipotente, dize ao SENHOR: “Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, em quem confio”. Estar junto do altíssimo, debaixo de sua proteção, não é estar somente com Senhor, mas coberto pela sua sombra. Somos chamados a permanecer debaixo de suas asas, confiar no Senhor de todo coração, pois quem teme ao Senhor, não teme mal algum.

“Tu que estás sob a proteção do Altíssimo e moras à sombra do Onipotente, dize ao SENHOR: “Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, em quem confio”. Ele te livrará do laço do caçador, da peste funesta; ele te cobrirá com suas penas, sob suas asas encontrarás refúgio. Sua fidelidade te servirá de escudo e couraça. Não temerás os terrores da noite nem a flecha que voa de dia, nem a peste que vagueia nas trevas, nem a epidemia que devasta ao meio dia. Cairão mil ao teu lado e dez mil à tua direita; mas nada te poderá atingir. Basta que olhes com teus olhos, verás o castigo dos ímpios. Pois teu refúgio é o SENHOR; fizeste do Altíssimo tua morada. Não poderá te fazer mal a desgraça, nenhuma praga cairá sobre tua tenda. Pois ele dará ordem a seus anjos para te guardarem em todos os teus passos. Em suas mãos te levarão para que teu pé não tropece em nenhuma pedra. Caminharás sobre a cobra e a víbora, pisarás sobre leões e dragões. “Eu o salvarei, porque a mim se confiou; eu o exaltarei, pois conhece meu nome. Ele me invocará, e lhe darei resposta; perto dele estarei na desgraça, vou salvá-lo e torná-lo glorioso. Vou saciá-lo com longos dias e lhe mostrarei minha salvação”.” (Sl 90)

Padre Clóvis
Foto: Arquivo CN

Quem confia no Senhor, está debaixo de sua sombra, não teme mal algum, pois ainda que alguém arme um laço contra ti, Ele te livrará. Te livrará do laço do caçador. Caçador é aquele que é experiente. Muitas vezes já fomos pegos na arapuca deste inimigo. Mas o Salmo nos diz “Ele te livrará do laço do caçador” A única condição para que isso aconteça é confiar no Senhor. Se eu confio em Deus, eu não preciso temer mal algum.

Deus cuida de mim, e nesse cuidado do Senhor, eu posso me entregar, posso me lançar na certeza de que Ele irá me segurar. Seja uma criança se lançando nas mãos de Deus. E porque Deus cuida de nós, podemos confiar n'Ele. A Palavra de Deus está cheia de testemunhos de pessoas que confiaram em Deus e não foram decepcionados.

“Vós que temeis o Senhor, contai com a sua misericórdia e não vos desvieis, para não cairdes. Vós que temeis o Senhor, confiai nele, e a vossa recompensa não falhará. Vós que temeis o Senhor, esperai coisas boas: alegria duradoura e misericórdia. Vós que temeis o Senhor, amai-o e vossos corações ficarão iluminados. Considerai, filhos, as gerações passadas e vede: quem confiou no Senhor e ficou desiludido? quem permaneceu nos Seus mandamentos e foi abandonado? quem o invocou e foi por ele desprezado? Pois o Senhor é compassivo e misericordioso, perdoa os pecados no tempo da tribulação e protege todos os que o procuram com sinceridade.” (Eclo 2, 7-13)

Quem teme o Senhor pode esperar coisas boas. Hoje só vemos no noticiários desgraças e destruição, a má noticias dá dinheiro nesse mundo, mas não traz salvação. “Vós que temeis o Senhor, esperai coisas boas: alegria duradoura e misericórdia.” E você será feliz, mesmo diante dos sofrimentos não se abalará.

Eu devo esperar notícias boas sempre, pois se chegar uma notícia ruim eu também estarei preparado, pois confio no Senhor que Ele me dará o sustento necessário. E quando chegar notícias boas meu coração louvará ao Senhor.

'Deus não se faz surdo ao ouvir o seu clamor'
Foto: Arquivo CN

“Minha alma esteve próxima da morte e minha vida chegou perto do sorvedouro do Abismo. Por toda parte me cercavam, e não havia quem me socorresse; eu olhava, procurando o amparo de alguém, mas ninguém aparecia. Lembrei-me então da tua misericórdia, Senhor, e das tuas ações desde toda a eternidade. Pois libertas aqueles que confiam em ti, Senhor, e os salvas da mão dos malvados.” (Eclo 51, 8-12)

Ele que enfrentou situações adversas como nós, quando viveu a tribulação, não encontrou ninguém que pudesse ajudá-lo, e então ele se lembrou do Senhor, da sua misericórdia e O clamou. E ele louvou a Deus, porque Ele veio e o salvou.

Deus não se faz surdo ao ouvir o seu clamor. Nós devemos cultivar essa confiança no Senhor, em todas as áreas da nossa vida. Somos chamados a confiar em Deus sempre. E o Ele se manifestará a nós, realizará os milagres que n'Ele nos esperamos.


Padre Clóvis Andrade


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo