Eucaristia: fonte do perdão

A experiência pastoral nos ensina, – principalmente quando estamos falando de cura e de libertação –, e também quando falamos de ocultismo, que é outra porta aberta para o maligno atingir a nossa alma, mente e coração, que o ódio, o ressentimento, a mágoa, causam dor e opressão, e alguns casos de possessão por causa desses sentimentos negativos, [como o ódio, a raiva] e até o ciúme faz isso.

O que já nos conta a Bíblia quando da morte de Abel. O nome "Abel" significa “fraco” e “indefeso” como uma folha levada pelo vento. Ele foi exatamente morto por causa da raiva e da inveja.

Filhos e filhas da Igreja, é preciso que vocês entendam que vocês não podem viver sem perdoar. Isso é um suicídio, o que acontece quando você não perdoa. Mas, infelizmente, nós insistimos em não perdoar. Mais doloroso é quando você tem consciência e está na Santa Missa, mas livremente não perdoa. Você está tendo a mesma atitude deste homem de quem Jesus nos conta no Evangelho.

O Senhor – em cada Santa Missa – coloca diante de nós um sacrifício de amor. E nós ainda temos a coragem de não perdoar quando o próprio Jesus pede: Pai, perdoa-lhes: eles não sabem o que fazem (Lc 23, 34). “Ninguém saia da sua frente sem ser perdoado” (São Francisco de Assis). Se vocês não sabem, ele morreu cantando, dizendo: “Bendito, felizes, os que perdoam no seu amor”,quando muitos católicos vão à Santa Missa, mas não perdoam.

A pessoa que não perdoa traz o ódio em seus olhos, ela tem a face manchada. Por isso, Deus disse a Caim: “Onde está o sangue do teu irmão?” Você vem à Santa Missa somente para encher o seu ventre? Ou você veio só para aliviar a sua consciência, para cumprir um preceito? Mas se você não tem coragem de perdoar, vejo um grande contra-testemunho.

Muitas vezes, podemos perceber que as pessoas que não conhecem Jesus perdoam muito mais do que nós cristãos. Enquanto nós, cristãos, que temos a consciência do mistério da cruz, não perdoamos com facilidade; e, muitas vezes, perdoamos superficialmente, concedendo um perdão que se desdobra num aniquilamento do coração para perdoar.

Digo mais uma vez: Que Eucaristia é esta se você não dá o perdão ao outro? Esta pergunta está relacionada com a parábola que Jesus contou nessas semanas que se passaram.

Você tem poder sobre os celeiros que você tem construído, mas você não tem direito sobre o tempo da sua vida. Está dito no Catecismo da Igreja Católica que depois da morte não se pode mais perdoar a ninguém. A mágoa, a dureza de coração, a insensibilidade, você acha que vale a pena viver assim, com mágoa das pessoas, conhecendo o Senhor Jesus como você conhece? Lembre-se do que escreveu o apóstolo Paulo sobre a caridade. Muitos saem da Santa Missa e não perdoam, são calculistas e racionalistas. E depois se desculpam: “Ah! eu já fui à missa”. Mas, dessa forma, buscam a própria condenação, como nos ensina o Senhor. Filhos e filhas, não comunguem sem antes perdoar! Eu digo isso porque o próprio ambiente fica tomado por um sentimento pesado de mágoa, em que as pessoas participam da Celebração Eucarística com o coração fechado, de forma que ninguém pode tocar o coração delas.

Muitos católicos dizem: “Eu não sou Jesus Cristo para perdoar!” Isso é cuspir na cruz de Jesus! É como os católicos que não admitem o sacramento da confissão, colocam a planta dos seus pés para que o Senhor realize um milagre… Lembra das plantas dos pés do seu Senhor Jesus Cristo banhado de sangue? E você ainda guarda toda esta mágoa no seu coração?

É certo que 80% das mágoas é por causa de bens materiais: do ter e do ser. Quantas pessoas não se falam por causa de carro; por causa de intrigas familiares e de tantas outras situações que vão se acumulando. Filhos e filhas, não podemos deixar que a Eucaristia entre em nós sem deixarmos que ela realize em nós o que tem de ser realizado. Quantos zombam da Igreja e dos sacramentos. Se você não perdoa, você não sente a alegria de comungar Jesus na Celebração Eucarística. Então, você não pode comungar sem antes perdoar.

Para que vale a pena viver com o coração magoado? Que sabor do céu você sente com o coração endurecido?

Bendito seja o Senhor Jesus se você já teve a graça de perdoar gratuitamente e de dizer: “Eu o perdôo por causa de Jesus, pois quero lhe dar a alegria de recomeçar”. O orgulho de não buscar o sacramento da confissão é satânico. O orgulho de não perdoar abre o coração para as mentiras do anticristo. Nunca comungue o Senhor Jesus sem perdoar. Se, com sinceridade, você dizer ao Senhor que ao comungar vai perdoar – e não o fizer –, não poderá esperar a conversão após a morte. Porque você não pode perdoar após a sua morte. Você não pode se converter depois da morte. Não perca tempo! O fundamental é ser feliz no perdão agora. É salvar os que o ofenderam agora por causa do Senhor Jesus, que você comunga na Santa Missa.

Eu desejo, de coração, que nesta Santa Missa o Senhor renove em nós o carisma do amor, para que nos leve a perdoar aos demais sempre. Repito, filhos e filhas: Não comunguem o teu Senhor sem perdoar!

Transcrição: Célia Grego e Dado Moura
Fotos: Renan Félix


Padre Roberto Lettieri


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo