Família, um dom de Deus

Professor Felipe Aquino
Foto: Robson Siqueira

Vamos falar hoje sobre família, esse assunto é muito importante, pois a família é um dom de Deus.

O saudoso Papa João Paulo II criou um encontro para famílias, porque ele percebeu que estas estão ameaçadas. Em suas cartas, o Santo Padre diz que as famílias estão juradas de morte, pois o inimigo sabe que não pode vencer a Deus, então ele quer destruir a grande obra do Senhor, que é a família. 

Nós temos que estar atentos em favor das famílias, porque elas estão sendo destruídas; e nós estamos deixando isso acontecer, pois estamos nos omitindo. Quando vivemos o sexo antes do casamento, quando somos a favor do aborto e da distribuição de camisinhas, para que os jovens vivam a sexualidade à vontade, estamos sendo contra as famílias.

O Papa Leão XIII afirmou: "A audácia dos maus se alimenta das covardia dos bons”; e Martin Luther King dizia: "O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons". 

O pior de tudo é que está se criando uma mentalidade como se tudo fosse normal, pouco a pouco, a imoralidade está entrando em nossa casa, e não estamos percebendo. Nós não podemos nos conformar com isso; Jesus é sinal de contradição e a Palavra de Deus afirma que não devemos nos conformar com o mundo. Sinal de contradição é ir contra o que foi dito; nós católicos, em nome de Deus, não podemos nos conformar com essa situação, não podemos pensar: "Deixa o Congresso legalizar o aborto…Eu não vou fazer isso mesmo. Deixa que deem pílula do dia seguinte para os outros"… Não podemos nos conformar com mundo. A maioria dos brasileiros são católicos, precisamos viver como verdadeiros católicos, precisamos defender nossa fé católica pela força do argumento, pela força da Palavra de Deus!

A família começa no dia em que se começa a namorar, começa no namoro. Portanto, se o seu namoro for avacalhado o seu casamento vai ser avacalhado também. Se você brincar com seu namoro, você já estará destruindo sua família lá na frente.

'É possível viver a castidade', afirma professor Felipe Aquino
Foto: Robson Siqueira

Mesmo que seu namorado queira transar com você, você não pode fazê-lo, pois isso é fornicação; é viver o sexo antes do casamento. Ele chegará até você com conversas vãs e você vai e joga a lei de Deus fora. Quando eu escrevi a matéria [sobre esse assunto] para portal da Canção Nova: Meu namorado quer transar, e agora? Eu recebi muitas mensagens e um me xingava dizendo que não era o namorado, mas a namorada que queria transar. Esse jovem disse que a mandou embora, porque era católico e queria viver a doutrina da Igreja. Eu só pude dar os parabéns a ele.

Caros jovens, namorados ou não, a lei de Deus é esta: o sexo é somente para ser vivido no casamento; fora dele é pecado mortal, é fornicação e os fornicadores não entrarão no Reino dos Céus, disse São Paulo. A Igreja ensina que o sexo tem duas finalidades: a "unitiva" ("Sereis uma só carne"), ali vocês se entregam à intimidade, porque fizeram uma aliança de vida de eterna. A aliança de compromisso de namoro não é como a que é selada pelos noivos no altar, pois o namoro pode acabar, mas o casamento não. E a outra finalidade é a "procriativa", pois o sexo gera a vida, ele tem de estar aberto a esta. Por isso, não se pode impedir a concepção por meio artificial; o que não acontece no namoro quando há sempre o uso de pílulas, de camisinha, para que a namorada não engravide. Mas mesmo assim isso ainda acontece muitas vezes.

O aborto é crime, o aborto no Brasil é crime! Se alguém o incita comete um crime. Nós somos cristãos, precisamos defender a família. Você que é casado precisa preservar a família, livrá-la do adultério, cortá-lo do coração, pois a outra mulher não é minha, então eu não posso olhá-la com outros olhos. Da mesma forma, o outro homem não é meu, por isso não posso desejá-lo. Existem muitos homens e mulheres entrando na internet para "namoricar" com outras pessoas. Isso é adultério! Pare com isso se você ama sua mulher, seu esposo, se você ama a Deus!

'A família no coração de Deus defende a vida', diz professor Felipe Aquino
Foto: Robson Siqueira

O mundo de hoje é um mundo erotizado, você entra na internet e na TV e é só sexo, por isso, nosso íntimo está envenado por ele. De forma que aqueles que não estiverem enraizados em Deus, irão "dançar".

Eu tive que derramar sangue, suor e lágrimas para chegar virgem ao meu casamento. Mas eu cheguei. Como eu sofri para chegar casto ao casamento e respeitar aquela que amo! Mas eu o consegui, porque tive pais que me ensinaram a viver a castidade.

É possível viver a castidade. Nós pais, nós padres, nós catequistas precisamos ajudar os jovens.

Está se criando uma cultura anticristã, essa mentalidade que destrói o casamento está virando algo normal, como se esta não tivesse nada de mais. A Igreja respeita os homossexuais e os ama, mas não ama o pecado, pois, a prática homossexual é depravação grave. Mas está virando algo normal. O perigo para família é que está se formando uma "família" que não é família! Isso não é a lei de Deus; para a cultura cristã é a destruição do casamento. Se você falsificar a família, você vai destruir a sociedade, pois a humanidade é baseada na família.

Uma família, como o coração de Deus quer, aceita o aborto? A eutanásia? De jeito nenhum! A família no coração de Deus defende a vida, mesmo que seja uma criança excepcional. Mas sem Deus eles dizem: "Mandem matar essa criança"…

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

Veja também:

:: Planejamento Natural Familiar: uma escolha por qualidade de vida


Prof. Felipe Aquino


Doutor em engenharia mecânica, pregador e escritor

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo