Levantai-vos da prostração!

Padre Rafael
Foto: Wesley Almeida/ Foto CN
Vejamos o Evangelho de hoje que se encontra em São Mateus 1, 18-24:

“A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”. Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado, e aceitou sua esposa”.

Estamos nos aproximando do santo Natal, o dia em que Jesus assumiu a nossa humanidade, toda a história humana. Somos adotados, como diz São Paulo, por Deus Pai, por meio de Jesus Cristo. Mas, quanto mais chegamos neste tempo, mais nasce uma angústia no meu coração.

De um lado eu vejo as investidas das luzes do comércio, que apontam que é fim de ano, um apelo comercial forte para que você consuma. De outro lado, temos Jesus, a luz do mundo. É um grande duelo entre as luzes que o mundo apresenta e a luz do Senhor.

Junto do Natal se aproxima o Ano Novo, tempo de rever a vida. Quantas coisas você deixou para trás? Perceber essas coisas também é um conflito, pois muitas vezes temos nossos planos que não necessariamente são os planos do Senhor para as nossas vidas. Como foi que você viveu neste ano de 2008?

No evangelho de hoje, podemos retirar vários ensinamentos da figura de São José. Ele, ouvindo de Maria que ela estava grávida, e que o filho não era dele, se desesperou por uns instantes, fez seus próprios planos para a situação. Imagine a situação de José dentro do contexto daquela época.

Quantas vezes passamos por essa situação? Quantas vezes sonhamos coisas para a nossa casa, para a nossa família, mas não são esses os planos de Deus? O Natal se aproxima e você não pode passar por essa data com um monte de coisas que deu errado, com frustrações.

Você precisa saber o sonho de Deus. O que Ele tentou revelar a cada dia para a sua vida, para sua família, mas você não viu? José tinha um plano ao saber que Maria estava grávida, mas os planos de Deus eram outros. Qual é a vontade de Deus para a sua vida, hoje?

Olhando o projeto de Deus, São João não quis ser conduzido pelos seus planos e pelo que a sociedade achava certo. Ele não teve receio de assumir o plano de salvação. Não importa se você está andando a passos largos ou a passos de tartarugas, você precisa continuar. Deus está com você. Levante-se, caminhe rumo a vontade do Senhor! Pare de olhar para as coisas que não deram certo este ano, olhe para os planos de Deus.

"Pare de olhar para as coisas que não deram certo este ano, olhe para os planos de Deus"
Foto: Wesley Almeida/ Foto CN

Três coisas se tornam barreiras para nós alcançarmos a salvação em Jesus, segundo os ensinamentos deste Evangelho. A primeira é a barreira cultural, aquilo que ouvimos desde crianças e que são colocados no nosso interior. Por exemplo, “Você não tem futuro, não tem jeito, porque o seu pai é alcoólatra”. O passado impede de ser feliz hoje. A culpa é do pai que não amou, da mãe que abandonou, do namorado que mentiu. Deus nos convida a dar um passo na fé e deixar tudo isso para trás.

A segunda barreira é como enxergamos a nossa história de vida. Há pessoas que olham para determinadas situações e só sabem ver as fraquezas, a dor, os erros. Se você foi ferido, terá cicatrizes, mas você precisa ver a história com outros olhos. São José poderia ficar preso com a visão de que Maria o traiu, mas ele viu com os olhos de Deus a situação. Eu não sei o que, hoje, atormenta o seu coração, mas Deus está convidando você a olhar de outra forma o seu problema. O que importa é o que você vai fazer do que fizeram de você.

A terceira, e última barreira, são as emocionais. Como estou sentindo a vida? Que sabor tem a minha vida? Como tenho encarado os meus problemas? Você precisa sempre encarar o seu caminho com os olhos de Deus.


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE (12) 3186 2600


Padre Rafael Solano


Sacerdote da arquidiocese de Londrina -PR

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo