Liberte-se da maldição!

.: Ouça essa pregação na íntegra

Rezar o \’Creio\’ não é qualquer oração, e aqui neste texto do Evangelho de São Marcos, capítulo 9, você está vendo que o homem disse \’Creio\’.

Dom Pedro é um homem santo. E nesse momento está sendo operado, fazendo uma cirurgia no cérebro, vivendo este momento difícil. E pode você me perguntar: ‘um homem que ensinou tanta gente a falar ‘Creio!’ está passando por isso? Por que esse sofrimento?’ Nunca pergunte \”por quê?\”, mas sim, \”para quê?\” algo nos aconteceu.

Observe, o único capaz de responder essa pergunta é o demônio, porque Deus não discute o sofrimento, só o ‘encardido’ o faz. Quando vier o sofrimento pergunte \”para quê?\”.

O demônio está querendo fazer Dom Pedro se rebelar. Não queira entender as doenças, pois nem a medicina as compreende. Os médicos sabem que há um vírus que ataca determinada parte de nosso corpo, mas de onde vem esse vírus não sabem.

Não tente descobrir o porquê da doença, mas o que Deus quer fazer com essa situação.

Dom Pedro, mesmo na doença, está pensando nos outros. Até fiquei sabendo que ele perguntou e rezou por mim. O demônio deve estar furioso com ele, porque não está murmurando.

No tempo presente, o demônio não tem poder para agir, só no passado e na projeção do futuro.

Quando se reza pela cura interior, se reza lembrando do passado, a pessoa ainda atualiza aquilo e por isso precisa lembrar-se dos acontecimentos para curá-la hoje. Na vida é assim: o que não mata, faz crescer.

Um dia, estava fazendo oração com o Santíssimo Sacramento exposto e uma senhora começou a ter algumas reações estranhas. Eu disse para ela: ‘se a senhora não levantar e ficar boa, eu vou falar no microfone que a senhora está fingindo’. Temos que discernir o que é do ‘encardido’ e o que é psíquico da pessoa.

A sociedade, hoje, tem um grande problema que é a vontade. As pessoas não reagem à suas vontades, fazem tudo que têm vontade. E isso está ligado à educação que nós aprendemos desde crianças. Quando a criança está com fome, chora, mas ela acabou de mamar e continua chorando. É que às vezes ela quer carinho, mas tem que tomar muito cuidado, pois para passar de carinho para manha é rápido. Precisamos domar nossos desejos.

O demônio tenta todo mundo, na área onde cada um é mais fraco. Um é na droga, outro é na sexualidade. Precisamos ser espertos. É necessário domar a vontade.

Supermercado é uma arma terrível para a vontade. Você aumenta seu desejo, vai para comprar uma coisa e acaba comprando o que não precisa.

E o seu Natal foi cristão? Você foi à Missa, e após chegar ceiou. E no dia seguinte percebeu se azedou comida na sua geladeira? O desperdício é pecado. Não devemos exagerar em nada.

É preciso ver se o demônio não está agindo no seu desejo, fazendo você alimentar esse desejo. Quem não segura sua vontade, vira escravo dela.

Eu preciso ser uma pessoa espiritual em tudo: no banheiro, no mercado, no cuidado com o meu filho, na minha relação com meus pais, na alimentação, no meu vestir… Eu preciso pedir a graça do Espírito Santo em tudo. Porque as coisas vão acontecendo devagar. Por exemplo, quem fuma, começa a fumar dois maços de cigarros de uma vez? Não! Começa com uma tragada, depois um cigarro por dia, e assim por diante, como o tempo se está fumando um maço, dois, três…

\”Vem, Espírito Santo, ao encontro dessas pessoas, tocando em suas vontades, e esse pedido que faço não é meu, mas o pedido do próprio Jesus. Toca em todos os desejos: da sexualidade, que é um desejo bom, mas que é usado de forma errada. Liberta, agora, Senhor, todos aqueles que se sentem enfraquecidos. Que Deus nos ajude a alimentar nossa vontade e não o desejo.\”

Transcrição: Leandro Francisco
Fotos: Anderson Nunes
Áudio: Tatiana Gomes


Padre Léo, scj


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo