Maria, caminho da escola de santidade

Pe. Paulo Ricardo
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

Neste dia, vamos refletir sobre a Virgem Maria. Gostaria de lhes propor uma meditação: amar a Deus sobre todas as coisas com generosidade.

Jesus era obediente a Nossa Senhora. Somos também chamados a viver como nosso Deus. Ele próprio nos entregou a Mãe do Céu para que pudéssemos ser submissos a Ela.

João Paulo II teve de trabalhar pesado, mas, em sua mochila, sempre carregava o livro do 'Tratado da Verdadeira Devoção' para sua santificação.

Todas as pessoas que se santificam estão sendo geradas no ventre de Maria para que possam ter um coração santo. É o ventre dela que gera em nós a Divina Misericórdia; Ela e a mediadora de Cristo.

Quando uma pessoa se converte e se torna um filho piedoso, ele foi transformado por Maria. Deus quer que todos sejamos santos!

Precisamos usar o caminho da Virgem Maria, não porque o amor de Deus não seja grande, mas por nossas misérias, pois o defeito está em nossos olhares. Somos limitados.

O amor de Deus é infinitamente maior que o amor de Maria. Ela é uma criatura, mas, por causa dos nossos pecados, o Senhor nos concedeu a Mãe para chegarmos até Ele.

Deus é amor, mas quando aparece a cruz na nossa vida, temos medo e nos escondemos d'Ele; fazemos isso, porque, pelos nossos pecados, não entendemos o amor do Senhor por nós. Temos de confiar plenamente, mesmo sem ver e sentir, porque Deus sabe tudo e até mesmo os momentos certos para curar e atender nossos pedidos.

Contemplando a Virgem Maria, podemos entender melhor o amor do Senhor. Maria é uma mãe bondosa; quando nos entregamos em seus braços, ela nos conduz ao Pai. E isso é uma escola de santificação.

A consagração não é um ato mágico, mas uma escola, um caminho.

"Deus quer que todos sejamos santos!", afirma padre Paulo Ricardo.
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

Muitas vezes, queremos nos livrar de Deus e fazemos as coisas por obrigação, como ir à Missa, rezar o terço… Isso não é santidade. Para poder amar precisamos do dom da sabedoria, ter gosto pelas coisas de Deus, um olhar sobrenatural e fazer tudo com amor. É necessário buscar Maria.

Ser santo não e somente 'PHN' (Por Hoje Não vou pecar), mas sim amor!

Temos de entregar a nossa fé, com todos os defeitos, para a Santa Mãe, a fim de que ela possa nos dar, cada vez mais, sabedoria para caminhar.

Em todas as situações da vida, devemos convidar Nossa Senhora para participar, porque, por meio dela, Jesus faz as obras. Quando ela faz parte da nossa vida, ninguém pode nos fazer mal nenhum.

Precisamos amar a Deus com gosto e sabedoria! Nas dores e injustiças da vida, tudo terá um novo sabor para suportarmos se vivermos com sabedoria. Para que possamos ter a sapiência, precisamos entregar-nos no colo da mãe.

João Paulo II, quando começou seu pontificado, disse: “Não tenhais medo”. Para viver assim, sem medo, somente entregando tudo a Santíssima Mãe.

Nossa Senhora é o caminho para que possamos nos libertar do diabo. Que, confiantes, possamos ser filhos da Virgem!

Deus é um Sol infinito de amor, mas não damos conta de olhar para Ele. Então, olhemos para a luz que é o caminho, olhemos para Maria.

Transcrição e Adaptação: Thaís Rufino de Azevedo

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo