Maria dentro da nossa casa

Paula Guimarães
Foto: Robson Siqueira

8 de março é o Dia Internacional da Mulher; temos muita coisa para comemorar.

Cada um de nós tem uma história. Nesta manhã, quero partilhar com você a minha. Para falar do meu "ser mulher", vou iniciar falando do primeiro homem da minha vida, que é meu pai. Um homem otimista, alegre, do qual eu herdei o meu otimismo; mas também tive dificuldades, pois, ele era alcoólatra. Sempre senti o amor do meu pai, mas também senti sua ausência. Eu via minha mãe sofrendo muito por isso; muitas vezes, disse para ela arranjar outro marido, e ela dizia: "Paula, casamento é para sempre". Como adolescente, ir buscar o meu pai, bêbado, nos lugares era muito humilhante.

Pesem seu relacionamento durante o namoro, para depois não cobrarem o seu marido; no namoro procurem se conhecer um ao outro. Eu tinha um namorado por quem era apaixonada, mas acabei o relacionamento porque senti que não era da vontade de Deus. Busque o homem que seja da vontade de Deus para sua vida. Tenha coragem de perguntar a Deus: "Senhor, este é o homem da minha vida?"

Convide Nossa Senhora para entrar em sua vida. Quando eu era bebê, com 11 meses, tinha problema neurológico e provavelmente não iria andar. Quando o médico disse isso para minha mãe, ela correu para a igreja e consagrou-me a Nossa Senhora Aparecida e me confiou a Deus. Com dois anos de idade eu ainda não engatinhava; mas o milagre aconteceu e dei meus primeiros passos. Nossa Senhora chega e traz o Espírito Santo, traz a força para lutarmos e a sabedoria para nossa escolha – segundo a vontade de Deus.

Temos mães que "terceirizam" a educação do filho. Pais e mães são importantes na educação dos filhos. A família é o melhor ambiente para criarmos homens e mulheres de Deus.

Um dia, nós fomos assaltados e eu estava grávida de 6 meses. Na minha casa havia uma capela com a imagem de Três Vezes Admirável de Schoenstatt, os assaltantes reviraram tudo, mas a imagem ficou no mesmo lugar. E, graças a Deus, nada aconteceu comigo e com o Felipe. Foi Ela quem nos protegeu.

Ana Paula Guimarães com as filhas
Foto: Wesley  Almeida

Seja íntima da Virgem Maria. Eu a chamo para fazer a comida comigo, não sei fazer direito o feijão, mas eu peço que Ela me ajude. Você também pode lhe pedir auxílio nas situações que você necessita. Passo para minhas filhas, Pamela e Paola, a fé católica, ensino-as a rezar com um santuário no quartinho delas, e cada uma tem um santo de devoção: a da Pamela é Santa Terezinha e o da Paola, São Bento. Passei, uns dias, sem rezar no santuário [do quarto delas] e Pamela me disse: "Mamãe, o santuário está com saudade de você".

Hoje, moro na Comunidade Canção Nova, sou casada com um homem de Deus e educo as minhas filhas para serem de Deus. Faça o mesmo independentemente das suas dificuldades. Minha mãe tinha um marido, alcoólatra, mas criou um ambiente de Deus para mim; ela me formou uma mulher de Deus. Não é utopia ser igual à Virgem Maria, você tem a graça de Deus, Ele tem um desígnio para sua vida. Eu tento seguir algumas coisas da Virgem, como o exemplo do silêncio, pois eu falo muito, e minha filha mais velha também. Mas existem momentos em que preciso silenciar, e peço essa virtude a Ela.

Minha mãe me ensinou a linguagem "do joelho no chão", por meio da oração ela mudou a vida da minha família: meu irmão era viciado em drogas, e saiu dessa vida graças à oração dela.

É muito importante também a beleza, tenho certeza de que a Virgem Maria era uma mulher bonita. Quem criou o salto alto esqueceu-se de me ensinar a usá-lo; eu não gosto de batom, mas hoje eu me esforço para usá-lo, pois meu marido merece. Seu marido também merece que você esteja bonita. Hoje, eu convido você a cuidar mais de você.

Você precisa deixar o homem ser homem em sua casa; mulher, não leve sua casa nas costas! Deixe seu marido fazer o papel de marido. O Felipe [marido de Ana Paula] é meu apoio, ele arruma os armários e me ajuda a cuidar das meninas. Preciso respeitá-lo diante das suas decisões; às vezes, ele fala algo com as crianças que concordo, mas não digo nada na frente delas; mais tarde, o chamo num canto e, então, conversamos.

Crie um ambiente para seu esposo ser um homem de Deus. Vale a pena ter uma família de Deus.

Temos uma geração "light", temos coragem de ficar duas horas fazendo "chapinha" [prancha para alisar os cabelos], mas não podemos ficar na cozinha… Mulher, crie em sua casa um ambiente de oração, para que seus filhos possam crescer sendo de Deus.

Transcrição: Elcka Torres



 ADQUIRA ESTA PREGAÇAO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600



Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo