Maria, presença viva

Elias Dimas dos Santos
Foto: Wesley Almeida
“Voltaram eles então para Jerusalém do monte chamado das Oliveiras, que fica perto de Jerusalém, distante uma jornada de sábado. Tendo entrado no cenáculo, subiram ao quarto de cima, onde costumavam permanecer. Eram eles: Pedro e João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelador, e Judas, irmão de Tiago. Todos eles perseveravam unanimemente na oração, juntamente com as mulheres, entre elas Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele” (Atos 1,12-14).

Os Doze Apóstolos, as mulheres e a mãe de Jesus estavam unânimes na oração. Não podemos ir para a oração comunitária se os corações não estiverem unânimes. “Porque onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (São Mateus 18,20). Esta unanimidade é necessária para que venha entre os orantes o Espírito Santo. Na cruz, quando o soldado fere a Jesus publicamente, ali germinou a Água e o Sangue para formar a Igreja. E a Virgem Maria que assistiu à passagem de Jesus para o céu, é como a seta indicadora do caminho, apontando para o Filho, para o Espírito Santo e para o Pai. Ela foi a grande catequista que fortaleceu os apóstolos.

Respondeu-lhe o anjo: “O Espírito Santo descerá sobre ti”, Nossa Senhora é a primeira carismática: na cruz, em Pentecostes, na festa de casamento onde a água se transforma em vinho e quando João Batista está no ventre de Isabel. Mesmo da eternidade, a Santíssima Virgem faz a interferência na Igreja.

Diante do tráfico negreiro no Brasil, a Virgem Maria apareceu negra. Nossa Senhora Aparecida quis nos dizer com isso que é Mãe negra e protetora da Nação. Maria se apresenta ao índio como Nossa Senhora de Guadalupe. É a mesma que estava em Pentecostes. Você não sabe rezar? Recorra a Mãe de Deus, tenha intimidade com ela. Por isso, a mulher tem o papel importante para a Igreja, para a sociedade, ela foi digna de ser apóstola.

Os grandes movimentos da Renovação Carismática Católica nascem do perfil mariano da Igreja, esse perfil é suscitado porque o batismo é o primeiro e a grande consagração. Nossa Senhora é o perfil da disponibilidade à Igreja. A presença mariana é simples e próxima daqueles que querem seguir a Jesus. Ela se apresenta nas variadas formas, é uma só, mas em várias formas.

De que forma Maria se apresentou em sua vida? Como você percebe a presença dela? Como ela tem se manifestado a você? Você cultiva a amizade com Nossa Senhora? Temos a mesma guarra de Maria? Mais do que devotos, devemos imitar as atitudes dela, precisamos ser imitadores dela. A mulher, que suportou a cruz, soube largar o conforto de sua casa e ir para o Egito, em fuga. Não é aquela que diante da provação entrou em desespero, ela não esteve aos pés da cruz para desanimar o Filho, dizendo: “É difícil, mas é necessário, vá até o fim!”

Muitas vezes, presenciei pais indignados por ver o filho deixar o trabalho, os estudos, para se render a Deus; esse perfil não é mariano. A mulher é o elo da unidade dentro de casa. Quando o pai já não compreende, a mãe oferece a tolerância, para que a família não pereça, para que o mal não entre.

"Neste mês de maio a oração é propícia a Virgem Maria, rezar o terço é primordial"
Foto: Wesley Almeida

Neste mês de maio a oração é propícia a Virgem Maria, rezar o terço é primordial, mas precisamos ir além de fatores externos, devemos ter um coração aberto à vontade de Deus. Fé é quando você começa a entender o pedido de Deus.

“Tu serás a mãe do Salvador”, Deus foi atendido por Maria, ela sempre soube atender ao que o Senhor lhe solicitou. O Espírito Santo nos é dado na medida que O desejamos. Qual a intensidade do seu desejo? Você se confessou para que o Pentecostes possa acontecer em sua vida? Você que há muito tempo vive a experiência com o Espírito Santo saiba que ainda não é o suficiente.

Transcrição e adaptação: Thaís Capucho


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo