Mestre no exercício da misericórdia

Lucio Domicio
Foto: Carlos Eduardo/CN

A maior necessidade do ser humano é a da Divina Misericórdia. Nós vamos percebendo que a necessidade da Divina Misericórdia é essencial para a nossa vida. Aos poucos vamos vivendo de forma tão intensa que a misericórdia vai fazendo parte da nossa vida.

Quando eu venho para Cachoeira Paulista, ainda na rodovia, eu já avisto a torre da igreja do Pai das Misericórdias e fico emocionado, porque Deus escolheu a Canção Nova para fazer dela a Casa da Misericórdia. Ao longo dos 32 da Canção Nova, quantas pessoas já se encontraram com essa misericórdia. Quantas vezes você veio aqui e se encontrou com os braços abertos do Pai esperando por você.

Nós vamos percebendo que esta construção [da igreja] vai acontecendo a cada dia. Hoje eu olho e vejo toda aquela obra e vem ao meu coração que toda obra de Deus é concluída, mas essa obra começa em nós, porque esta "Casa da Misericórdia" está sendo construída dentro de nós. Assim como os engenheiros, os mestres de obras e todos os que trabalham nessa igreja vão construindo um pouquinho mais a cada dia, assim também Deus vai construindo a Casa da Misericórdia a cada dia em mim e em você.

O Salmo 118, 2 diz: “Eterna é a Sua misericórdia”

O eterno é aquilo que teve um início, mas não terá um fim. O amor de Deus é eterno na minha vida, a misericórdia de Deus na minha vida é eterna, não se acaba. Não importa o que você faça de ruim, não importa a sua miséria, porque misericórdia é justamente o encontro do coração de Deus com a nossa miséria. Não pense que você é apenas pobre, você é miserável, todos nós somos miseráveis porque fomos contaminados pelo pecado original. Mas isso não é o fim, porque Deus vem com Seu amor ao encontro do miserável, e é isso que significa misericórdia.

Nós sabemos que a sede do amor e da bondade é o coração, e é este movimento do coração do Pai em direção à nossa miséria que se chama misericórdia. Deus que não poupa amor, não mede esforços para encontrar a nossa miséria.

Misericórdia não é sentimento, misericórdia é uma atitude concreta de Deus para com os Seus filhos, uma atitude para realizar algo na vida do miserável, enviando a Pessoa de Jesus Cristo. Jesus é a Misericórdia encarnada do Pai.

“Porque também nós outrora éramos insensatos, rebeldes, transviados, escravos de paixões de toda espécie, vivendo na malícia e na inveja, detestáveis, odiando-nos uns aos outros. Mas um dia apareceu a bondade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com os homens. E, não por causa de obras de justiça que tivéssemos praticado, mas unicamente em virtude de sua misericórdia, ele nos salvou mediante o batismo da regeneração e renovação, pelo Espírito Santo, que nos foi concedido em profusão, por meio de Cristo, nosso Salvador, para que a justificação obtida por sua graça nos torne, em esperança, herdeiros da vida eterna.” (Tito 3, 4-7)

Esta atitude de Deus, que se encarnou em Jesus, é a misericórdia. Onde quer que você esteja, lá está a misericórdia de Deus. Onde quer que tenha um ser humano na face da terra, lá está a misericórdia de Deus. Jesus assumiu a morte de cruz para salvar todos os homens, este ato de misericórdia ainda se estende a todo o gênero humano.

Peregrinos participantes do Kairós da Misericórdia
Foto: Carlos Eduardo/CN

A devoção à Divina Misericórdia nos conduz a Jesus, nos faz ter um encontro pessoal com o Senhor, um relacionamento pessoal com Jesus. Em Jesus o derramamento da graça vai transformando o coração, porque, miseráveis e pecadores nós vamos ser até o último instante da nossa vida. A misericórdia é a atitude que aos poucos vai mudando a nossa vida, é um caminho de conversão.

Os milagres e os prodígios não são o centro da devoção à Divina Misericórdia. Eu sei que nós recebemos inúmeros testemunhos de cura e de milagres, mas a conversão é o objetivo maior dessa devoção. Os testemunhos de conversão são muito maiores do que os de cura, porque a conversão é o maior milagre que podemos receber da Divina Misericórdia. Por isso, diante de um problema, de uma enfermidade, de uma provação, até mesmo se você está em meio ao pecado, diga: Jesus, eu confio em Vós!

Jesus disse a Santa Faustina: "Este é o tempo da Divina Misericórdia. Ela é a última tábua de salvação para os pecadores, porque depois virá o tempo da justiça". Nós estamos neste tempo da misericórdia , mas depois virá a justiça e nós não poderemos fazer mais nada. Se isso não fazê-lo estremecer, eu não sei mais o que pode fazer.

Este movimento que Deus foi fazendo com a Canção Nova Ele vai fazendo com você, porque a Canção Nova hoje é uma "apóstola" da Divina Misericórdia, essa obra começou com alguns missionários que eram devotos [ Divina Misericórdia]; logo, a devoção foi se espalhando entre nós e transbordou para todo o povo de Deus. Assim é a misericórdia, ela é contagiante, ela se espalha, ela vai atingindo outras pessoas através dos apóstolos da Divina Misericórdia. Você é chamado a sair daqui sendo um apóstolo da Divina Misericórdia.

Transcrição e adaptação: Daniel Machado

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo