No amor não há temor

.: Ouça essa pregação na íntegra

Deus me dá a palavra está na 1ª Carta de João 4,15-18 para partilharmos.

Deus nos convida a sermos santos e nós somos no fundo do nosso coração.

O medo toma conta de nossa vida, medo do que Deus vai fazer, de Deus invadir a nossa vida. Nós não somos perfeitos, mas Deus com sua misericórdia está pronto para nos reerguer.

No amor não há temor. Se reconhecermos este amor, de nada teremos medo. É isto que dá coragem para eu me humilhar, amar o outro, sair de mim mesma, pois toco neste amor incondicional que me faz perder o medo.

Eu pude tocar neste amor libertador que cura meu físico, o meu interior. Enquanto o padre Vicente falava da vida do urubu e do garimpeiro, eu anotei: \”é uma escolha diária, ter olhar de garimpeiro ou de urubu\”.

Deus investe em nossa vida diariamente. Às vezes, pensamos que só somos curados quando alguém reza por nós. Não. A cura acontece quando me decido e dou passos para ser curada. Eu preciso assumir, enfrentar, lutar. E se não der certo hoje, amanhã eu posso ser melhor, posso ser mais paciente.


DEPOIMENTOS:
Fiéis aprendem a lidar com experiências dolorosas


Deus fez uma grande visita de cura em minha vida. Deus age do jeito d\’Ele e nós precisamos colaborar com a cura.
Há 4 anos fui presenteada com o câncer e hoje sou uma mulher mais curada, porque pude fazer de um desespero, uma esperança; pude optar pela fé. Foram 9 meses de sofrimento, de quimioterapia, mas foram 9 meses de cura – um marco em minha vida.


Sou outra Heloisa, curada. E o maior milagre que Deus realizou em minha vida não foi a cura do câncer, foi a cura do meu coração. Precisei não ter nada – pois eu não tinha saúde -, tive que me afastar do convívio da comunidade, não tinha o meu trabalho, mas eu tinha a Deus. E alegria de estar abandonada em n\’Ele foi uma grande experiência.

Quando eu estava doente, eu não tinha nada. Ali eu morria a cada dia. Fiz 16 seções de quimioterapia, pois eu precisei. Deus não quis, mas permitiu com o propósito de curar o meu coração. E fazendo as quimioterapias eu ficava cada vez mais fraca, mas era no momento que eu estava mais frágil eu louvava e a minha vida era passada como um filme; e ali eu perdoava, pedia ao Senhor que curasse o coração daqueles que eu feri.

Deus nos deu o seu Filho na cruz para morrer por amor. Independente do que fizemos, não podemos ficar nos culpando. Precisamos nos dobrar diante de Deus. Preciso entender que Deus me fala até nas coisas ruins.

Eu sabia na ciência para onde as coisas tenderiam a ir, pois eu tinha uma massa de 15cm no meu tórax. Eu sabia de tudo, pois sou enfermeira.
Passei três dias fazendo enxames e ali Deus me falou: \”Seja alegre!\” Eu me decidi por sorrir e Deus me deu a graça de ser feliz, de fazer piada diante dos fatos durante os nove meses.

Minha mãe havia morrido de câncer, então eu não sabia como contar para minha família. Todos se reuniram e eu disse: \”eu não vou morrer de câncer, não vamos nos desesperar. Deus, através deste câncer, vai libertar a nossa família\”. E foi isso que aconteceu.

Uma semana antes de fazer a minha cirurgia, minha irmã também precisou fazer uma outra, porque ela também estava com câncer – mas ela não precisou se tratar. Ali não duvidei do amor de Deus e não tive medo.

E há um ano atrás tive outra \”visita de Deus\”. Meu pai teve câncer e foi um processo rápido – ele morreu em 2 meses -, mas Deus fez muito em minha família através dos fatos. Somos 6 irmãos – só tem um que está \”em cima do muro\”.

O quanto Deus me curou no período desses dois meses… Quando o meu pai rezou o terço e comungou, ele morreu. E esta situação foi sinal de amor e de cura.

Deus quer ir na profundidade do nosso coração, mesmo nas coisas que não são boas. Não podemos ficar presos em nossas dores.
Tem algo que repito muito: \”o amor só é amor quando nos deixa livres\”.

Precisamos pedir para Deus tirar de nós o medo de errar, o medo do Senhor. Você precisa decidir pelo amor. Depende exclusivamente de você. Deus está pronto para te curar.

Transcrição: Elcka Torres
Fotos: Anderson Nunes


Heloísa Paiva


Membro da Comunidade Canção Nova. É celibatária, formada em enfermagem e atua na Equipe Vocacional.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo