O amor do Pai por mim

Esse encontro iniciou-se ontem com Missa da Exaltação da Santa Cruz. Eu não sei se organizadores do encontro tinham planejado isso, mas o Evangelho da Missa de ontem nos deu a palavra chave para esse encontro.

Quando João menciona o encontra entre Nicodemos e Jesus, o evangelho diz que Jesus falou para ele o plano de Deus para o homem, esse é o plano mais favorito do homem.

Ouça: Padre Rufus fala do sentido da vida

 

Esse encontro começou com João 3,16: “Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”. Começou com a Festa da Exaltação da Santa Cruz e a palavra exaltação tem duplo sentido, crucificação e ressurreição, então eu quero que vocês foquem este encontro nesta palavra de João 3,16.

Todo ministério de Jesus teve um propósito, a única coisa que Jesus pregou foi que Deus nos amou e nos ama. E como Deus nos ama? Por que dizemos que Deus nos ama? A Bíblia diz que Deus nos fez como Ele, sua imagem e semelhança.

O tema desse encontro é “Quem como Deus”? E vocês sabem a resposta. A resposta para essa pergunta está no primeiro livro da Bíblia: “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher” (Gêneses 1, 27). Cada um de nós somos como Deus, Ele nos criou à sua imagem semelhança.

Vou dizer para vocês porque Deus nos ama.
Primeiro porque Ele nos fez à sua imagem e semelhança. Nós pertencemos a Ele, somos propriedade d’Ele, Ele nos possui, essa é a grande revelação da Bíblia. Não somente Ele me criou, mas cuida de mim, é isso que Jesus nos diz.

Por que vocês se preocupam com o dia de amanhã? Se Deus cuida dos lírios dos campos, não vai cuidar de nós? Por que vocês têm a fé tão pequena? Deus cuida de nós. Quantas pessoas com fardos pesados dizendo que ninguém cuida delas. Tem alguém que cuida de você, e esse alguém é Deus. São Paulo nos diz: “Se Deus é por nós quem será contra nós?"

Ouça: Padre Rufus diz que Deus nos ama

 


Deus está sempre cuidando de cada um de nós
, essa é a minha definição de Deus, Aquele que sempre cuida de nós. Isso eu copiei de São Paulo, nada pode nos separar do amor de Deus. Ele sempre está sempre cuidando de mim.

Por que eu sei que Deus me ama? Porque Ele me ensina. A Bíblia diz que o pai que não corrige, não ensina. Nós temos várias passagens que dizem que Deus nos ensina. Ele nos chama de filhos e filhas.

Quando Jesus foi batizado, Deus falou com Ele: “Tu és meu Filho amado”. Mas eu sei que essas mesmas palavras são ditas por Deus para nós. O Senhor diz para você: “Você é meu filho amado”. Nenhuma outra religião falou isso, só o cristianismo.

A Bíblia diz que Deus nos ama como somos. Deus amou Davi antes de ele pecar e da mesma forma o amou depois que pecou. Deus nos ama exatamente como somos. O amor de Deus é assim, Ele me ama como se eu fosse a última pessoa da face da terra.

Deus criou cada um de nós diferente um do outro, para mim isso é uma nova forma de dizer que Deus me ama. Você não vai encontrar ninguém que seja semelhante a você. Deus fez de cada um de nós uma pessoa única, essa é a grande certeza de que Ele nos ama.

Todos nós somos chamados a ter uma experiência pessoal com Deus. Na cultura religiosa do meu país, deus não é uma pessoa, é uma energia, por isso as pessoas não tem relacionamento com ele. Deus quer ter um relacionamento especial com cada um de nós.

Jesus diz: “Seja santo com eu mesmo sou santo”, como vamos fazer isso? Eu não sei. Mas quando Deus fala, Ele fala sério. Mas a palavra diz que Ele nos fez sua imagem semelhança.

Quando a Bíblia fala que Deus é amor, diz que cada um de nós somos amor. Isso é uma coisa incrível. Como eu sei que Deus me ama? Se o nosso pai da terra tem orgulho de nós, imagine o Pai celeste.

O meu pai foi a pessoa que mais me machucou durante minha vida, eu não vou dizer o porquê, mas eu tinha um grande ressentimento do meu pai. Mesmo quando eu estava em Roma estudando, os meus colegas tiveram muitas pessoas na primeira Missa que celebraram, eu fui a única pessoa que não tive amigos e nem parentes na primeira Missa. Vocês podem imaginar a raiva que senti do meu pai. Mas anos depois quando fui refletir a vida do meu pai eu vi que ele gostava e tinha mim. Tudo que eu sou é porque meu pai me amava e tinha orgulho de mim. Assim como Deus também tem orgulho de cada um de nós e ama cada um de nós.

Se eu não realizo as expectativas que Deus tem para mim, eu cometo falhas que são chamadas de pecados que não vão de encontro às expectativas de Deus para mim não permitindo que eu alcance o amor do Pai. Moisés disse para Deus que era um fracasso, que era para Deus escolher outra pessoa para guiar o povo, mas Deus diz: “Não! Você é minha última escolha”. Quando Pedro negou Jesus, ele deve ter dito para Jesus escolher outra pessoa, mas Jesus deve ter dito: “Sei que você me negou, mas sei que você me ama. E meu amor por você vai além de disso”.

Ouça: Padre Rufus relata um caso de libertação

Se por um lado Deus nos ama e nos quer perfeito, por outro lado temos um Deus que sempre nos ama e perdoa. Por um lado Deus é muito exigente quer o melhor de cada um, por outro lado, é uma pessoa que nos ama e perdoa sempre, tem um coração amoroso. Mesmo se o mundo nos esquecer, Ele não se esquecerá de nós. Deus é tanto pai quanto mãe.

A coisa mais importante que Jesus falou nos seus três anos de ministério é muito simples: “Deus é amor”. Quando pediam para João falar sobre Deus, ele dizia: “Deus é amor em primeiro lugar”. Isso é cristianismo.

Todos se preocupavam com o novo o Papa Bento XVI, pois para o Papa a razão era mais importante porque ele professor responsável pela doutrina da fé, então quando ele se tornou Papa todos estavam preocupados com sua primeira encíclica, mas quando viram sua encíclica foram surpreendidos pelo título: “Deus é amor”. Ninguém esperava por isso.

Quando eu li essa encíclica eu procurei a minha tese de quando estudei em Roma, e qual era o título? “Deus é amor”. Eu não estou dizendo que ele copiou minha tese, que foi feita há 50 anos, mas eram similares. Qual a razão de está dizendo isso? Digo, porque o ministério de cura e libertação é um sinal do amor de Deus. A cura e a libertação é o ministério do amor.

Vou contar uma história para comprovar.

Eu tinha acabado de entrar na RCC (Renovação Carismática Católica) e fiquei uma semana visitando as casas da minha paróquia. Eu entrei na maior mansão da cidade. Eu bati a campainha e não tive resposta. O menino que estava comigo disse para eu não ir naquela casa porque o dono era alcoólatra, e eu disse que sabia, e que ele tinha mudado de vida. Mas alguém disse: “Padre, ele voltou a beber”.

Vocês sabem que na recaída é pior ainda. Uma mulher na casa vizinha disse: “Padre não entre nessa casa, porque o homem que vive aí é um porco, e a casa dele é como uma casa de porco”. Eu disse: Eu não vim para abençoar a casa, parte física, mas os lares.

Ele abriu a porta e disse que não estava preparado para me receber, eu o reconheci, era um grande escritor, mas a bebida havia destruído seu casamento, seus bens e tinha se tornado um mendigo.

Quando comecei a abençoar o lar vi que ele estava vivendo como um porco. Percebi que naquela casa grande não havia um móvel. Ele me disse que tinha vendido os móveis para comprar bebidas, não tinha roupa nenhuma.

Quando estava para sair senti uma compaixão daquele homem, mas também um sentimento de raiva porque ele trouxe muita dor para a família dele, tinha rompido com tudo que a família tinha. Inclusive um irmão dele dava aula no seminário. Quando eu percebi a vergonha que ele tinha trazido para a família eu me voltei para ele e disse: “Eu desejo que você mude de vida”. Mas ele se voltou para mim e disse: “Eu quero mudar, mas me diga como”?

Eu nunca vou esquecer aquelas palavras de um homem desesperado. Eu creio que Jesus ouviu aquelas palavras. Eu não fui embora, mas não tinha muita experiência, pois tinha acabado de entrar na RCC e não tinha resposta como tenho hoje. Eu vi uma imagem do Sagrado Coração de Jesus na sala e parecia que Jesus dizia: “Venha para mim todos que estais com fardos pesados, Eu vou curar vocês”. Eu o levei diante da imagem, não havia coroa na cabeça de Jesus, e o homem me disse que havia vendido a coroa para comprar bebida, e as pessoas diziam que ele iria para o inferno por causa disso.

Eu disse a ele: "Diga para Jesus que você nunca mais vai tocar em álcool". Eu não sei por que eu disse aquilo, pois não teria coragem, mas o Espírito Santo estava em mim. Eu o levei a orar a oração que o Espírito Santo me levou a falar com ele. Pedi que se arrependesse de todos os pecados que havia cometido. Que renunciasse as práticas de ocultismo, que rezasse pedindo ab.net/eventos/2007/acm_perufus/pregrufsab3.wma Jesus que Ele entrasse em sua vida. Depois eu saí da casa.

Se vocês me perguntassem depois se a oração havia funcionado eu diria que não, mas a casa dele voltou ao normal. Um ano mais tarde, eu como pároco fui convidado para participar de uma festa, e naquela casa havia um convidado e num determinado momento o anfitrião da festa se levantou e disse: “Vocês devem estar imaginando porque eu convidei vocês e porque só tem refrigerante na festa. Exatamente um ano atrás um padre veio a essa casa…” E a medida que ele falava, percebi que estava se referindo a minha visita naquela casa, fiquei ansioso porque me recordei de tudo, quando há um ano atrás após a oração, o Senhor o havia o libertado do vício do álcool.

Todo mundo sabia que ele era o pior alcoólatra da cidade, e pior que isso os médicos haviam dado para ele apenas um mês de vida, pois ele estava cheio de doença por causa da bebida, mas quando Deus o libertou do vício o curou das doenças. Então ele se colocou a disposição dos alcoólatras com seu testemunho para que outros também pudessem mudar de vida.

Ele disse: “Eu agradeço ao meu Pai que me permitiu ficar caído nas ruas porque se eu não tivesse caído, jamais saberia do amor de Deus por mim. Existe uma pessoa que eu quero agradecer, a Jesus, que me deu mais uma chance de voltar para Ele. Jesus que me libertou do alcoolismo, meu Salvador”.

O que Deus fez para esse homem Ele irá fazer para cada um de vocês hoje. E Ele diz: “Na cruz Eu estou de braços abertos, então venham a Mim todos que estão com fardos pesados, vou curar, libertar e dá uma nova vida para cada um”.

Ouça: Padre Jonas Abib reza ao final desta pregação

Transcrição: Willieny Isaias
Fotos: Natalino Ueda


Adquira essa pregação pelo telefone:
(12) 3186-2600

 


Padre Rufus Pereira


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo