O ciúme de Deus

.: Ouça trecho desta pregação
Quero refletir com vocês sobre a realidade de um Deus que nos criou por amor e para o amor. Não podemos perder de vista o ponto de partida para que não erremos o de chegada e não nos afastemos do projeto de Deus.

A pergunta que me faço e faço a todos é: \”Quem sou eu?\”

O Catecismo da Igreja Católica, nos artigos de 275 a 379, afirma que Deus nos criou em estado de justiça e santidade original. Por isso, precisamos nos lembrar de quem somos, de qual foi nosso ponto de partida. Não há outro ponto de partida, viemos do coração de Deus, somos resultado de Seu amor.

\”Donde vêm as lutas e as contendas entre vós? Não vêm elas de vossas paixões, que combatem em vossos membros? Cobiçais, e não recebeis; sois invejosos e ciumentos, e não conseguis o que desejais; litigais e fazeis guerra. Não obtendes, porque não pedis. Pedis e não recebeis, porque pedis mal, com o fim de satisfazerdes as vossas paixões\”. (Tg 4, 1-3)

Quando buscamos atender a carne, as guerras começam a acontecer. Primeiramente, dentro de nós mesmos, que murmuramos muitas vezes por não ver as coisas que queremos.

A Palavra de Deus nos fala que devemos considerar sempre o outro mais digno do que nós, porém isso não é o que fazemos na maioria das vezes. Queremos que todos estejam aos nossos pés, por isso a guerra cresce no meio de nós.

Quando Tiago diz que pedimos mal, ele fala daquilo que pedimos, que nos afasta de Deus. A nossa cabeça está raciocinando como se fôssemos deste mundo. Não somos daqui, apenas estamos aqui. Nós somos de outro lugar, somos do céu!

Nascemos, aqui nesta terra, achando que somos daqui, mas não o somos. Um dia, apareceu Jesus em nossas vidas e nos mostrou que somos de outro lugar e que podemos voar nas asas do Espírito.

Você não tem que ficar ciscando no \”lixo\” do mundo, para obter um pouquinho de alegria, pois Deus tem maravilhas para você. Você é um filho, uma filha de Deus! Pare de ciscar no \”lixo\” do mundo! Voe nas asas do Espírito Santo!

\”Adúlteros, não sabeis que o amor do mundo é abominado por Deus? Todo aquele que quer ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus\”.(Tg 4, 4)

Os \”amigos das coisas do mundo\” são adúlteros, no conceito de Tiago. Ou seja, aqueles que se relacionam pacificamente com o mundo, aqueles que interagem como se fossem dele, fazendo as mesmas coisas que os inimigos de Deus fazem. Não dá para ser amigo do mundo e de Deus ao mesmo tempo, é preciso escolher.

\”Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto. Eu sou o Senhor, teu Deus, um Deus zeloso…\”(Êxodo 20, 5)

O que gera ciúme em Deus? Nesta passagem, o Senhor nos fala sobre isso. Quando colocamos as coisas, – as pessoas no lugar que é d’Ele –, já estamos cometendo um adultério. Se eu sou filho de Deus devo me parecer com Ele. Fui criado para ser Seu templo, Sua morada.

\”Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, o qual recebestes de Deus e que, por isso mesmo, já não vos pertenceis?\”(ICor 6, 19)

O que estamos fazendo com nossas vidas? Será que está adulterando o que Deus fez em você? Deus nos criou por amor e para o amor. Escolha a quem você quer pertencer: a Deus ou ao mundo.

Paulo nos ensina que devemos nos revestir do \”homem novo\”, pois em nossa mente estamos ainda presos ao \”homem velho\”, ou seja, à imagem do mundo. Somos convidados a ter a plena consciência de que somos pertença de Deus.

Se sou filho de Deus, preciso querer as coisas do alto, e não as do mundo. Irmãos, não somos \”devedores\” da carne, para atender aos seus apetites, pois os desejos dela geram a morte.

Para se ter uma amizade verdadeira com Deus é preciso romper os laços com o mundo. Deus não aceita que vivamos uma vida pagã, pecadora, por isso, Ele reclama com ciúme. Somos de Deus, Jesus pagou um alto preço para entendermos isso.

Francisco de Assis no final de sua vida disse a um irmão: \”Deus é insaciável a respeito de nossa santidade. Quanto mais santos formos, tanto mais santos Ele nos quer\”.

É hora de começar um novo processo de intimidade com Deus!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo