O perdão abre as portas para a cura interior

Reinalda Reis
Foto: Maria Andrea / Fotos CN

A certeza do nosso coração é o amor de Deus! Precisamos crer cada vez mais nele. O Espírito Santo se derrama em nós, somos habitados por ele, Deus em mim e em você. Quer realizar em nós o que Ele deseja. Somos motivados nessa manhã a amar e amar até as últimas consequências.

É pelas mãos de Nossa Senhora que percebemos este amor, que ela venha ao nosso encontro. Deus quer realizar em nós seus prodígios, estejamos abertos a isso! Quero lhe questionar: o que você veio buscar neste acampamento? Somos provocados pela Palavra de Deus e mesmo que você tenha sido convocado para vir e pensou que chegando aqui encontraria pessoas que rezassem por você e que as pregações falassem somente do amor. Estamos aqui no acampamento, porque paramos para ouvir a Deus e que hoje quer se manifestar através do perdão. Porque é através do perdão que encontraremos o amor de Deus

No evangelho de ontem vimos Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim” Jo14. Jesus é a verdade e com ele temos a certeza de que estamos no lugar certo, não estamos sendo enganados e queremos ser já aqui na terra felizes.

Mesmo diante disso precisamos entender o que São Paulo disse aos Romanos “Porque nenhum de vocês vive para si mesmo, e ninguém morre para si mesmo,” Rm 14,7. Jesus é o Senhor e por isso ninguém veio aqui por si mesmo. Foi o Senhor que lhe trouxe aqui, e Ele espera que você abra o seu coração, deixe de lado as resistências que são até naturais. Entreguemos o nosso coração a Jesus, Ele já o tem, mas quer que você o ofereça de forma espontânea.

Que o Senhor nos alcance! Se você abrir o seu coração, tenha a certeza de que você nunca mais será o mesmo, entregue-se a Ele. Deus é amor e nos ama! Quando experimentamos esse amor, tudo muda em nós, pois temos a consciência de alguém que nós conhece e nos ama. Jesus nos ama e quando nós nos colocamos nessa atitude, Jesus nos alcança com o seu amor.

Amemos a nós mesmo, aceitemos a nossa filiação divina e assim amemos uns aos outros. “Amar a Deus de todo o coração e de toda a sua alma”. Você pode se questionar sobre o que é amor, São Paulo, nos ensina que “O amor é paciente, o amor é prestativo; não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” I Cor 13, 4-7

Quem faz experiência com o amor de e Deus e se decide amar, encontra aí as respostas, pois somente nele nós podemos perdoar. Até mesmo aquelas pessoas mais difíceis.

Jesus é a plenitude de amor, você não o vê irritado conosco, pelo contrário, ele nos ama e acredita em nós. O Senhor tem suportado as nossas dificuldade e é somente com o poder do Espirito Santo que somos convencidos desse amor e temos força de não esmorecer diante do desamor. E devemos levar a nossa família, a todos os povos esse amor, pois somos possibilitados de combater todos os males que nos atacam,

“Façam morrer aquilo que em vocês pertence à terra: fornicação, impureza, paixão, desejos maus e a cobiça de possuir, que é uma idolatria. Isso é o que atrai a ira de Deus sobre os rebeldes. Outrora, também vocês eram assim, quando viviam entre eles. Agora, porém, abandonem tudo isso: ira, raiva, maldade, maledicência e palavras obscenas, que saem da boca de vocês.” Cl 3, 5-8 Não permita que tudo isso lhe assole. O homem velho precisa desaparecer, para que o homem novo afloreça segundo o Espírito Santo. Cristo que morreu por nós, quer que as portas do perdão estejam sempre abertas para o arrependimento.

"Jesus é a plenitude de amor," afirma Reinalda Reis
Foto: Maria Andrea / Fotos CN

Nós, templos do Espírito, devemos fugir das ocasiões de pecados. Não existe ninguém que não mereça ser perdoado e amado, porque nós precedemos de Deus que é amor, é o que a Igreja nos ensina.

Um dos sinais que demonstram que estamos caminhando para os finais dos tempos é o desrespeito que se tem contra Deus. Amados, nada somos sem Deus! Tudo o que estamos vivemos é pela falta de perdão e de amor a Deus.

Você tem consciência de que precisa dar e receber amor? Portanto, dê passos em relação a isso. Desperte em nós o desejo de luta pelo Reino de Deus. O rancor nos corrói espiritualmente, e muitas vezes ele nos impede de alcançarmos a graça de Deus.

“Como escolhidos de Deus, santos e amados, vistam-se de sentimentos de compaixão, bondade, humildade, mansidão, paciência. Suportem-se uns aos outros e se perdoem mutuamente, sempre que tiverem queixa contra alguém. Cada um perdoe o outro, do mesmo modo que o Senhor perdoou vocês.” Cl 3, 12-13 Somos queridos diante de Deus e ele nos chama à santidade, não desistamos de sermos santos.

Precisamos nos revestir de misericórdia para que possamos fazer o bem para com os outros. Quanto fel e quanta coisa amargar já destilamos a vida à fora. “Suportem-se uns aos outros ” Sejamos o suporte de nossos irmãos, e eles conosco. É assim que construiremos a geração do amor, através do perdão, que seja isso um ato sincero!

Busque a reconciliação, pois o perdão só trás benção. É privilégio encontrar a graça de Deus! A cada dia, busquemos dar passos ao perdão e experimentaremos o Seu Amor. É o Senhor quem nos ama e que quer cuidar de nós.

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo