Para liberdade que Cristo nos libertou

Padre Reginaldo Manzotti
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Foi para a liberdade que Cristo nos salvou. Não podemos deixar de olhar para a Paixão do Senhor, pois é nela que compreendemos o sofrimento humano e o mistério da liberdade. Deus não quer que o homem sofra, não é Ele quem manda os sofrimentos, não culpemos a Deus por aquilo que não é atributo d'Ele.

Jesus assumiu a dor, não aniquilou a dor nem o sofrimento, Ele os assumiu.

“É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1).

Jesus já nos libertou, então sejamos livres. A libertação do Senhor se fez na Sua firmeza de fazer a vontade de Deus. Você é uma pessoa firme na fé? Sua família testemunha a sua firmeza?

Para criticar os outros, fazemos uma lista imensa, porém, quando se trata de uma autocrítica, de olhar para nós mesmos, não temos o mesmo comportamento de refletir sobre nossas atitudes, não fazemos a ato penitencial diariamente, por isso nossa conversão acontece em passos curtos.

Temos consciência daquilo que precisamos crescer, amadurecer, melhorar?

A liberdade consiste ainda em servir aos outros, em amar o próximo. Quer pessoa mais livre que Jesus? Ele era capaz de ir ao encontro de todos, sem preconceitos e conceitos definidos, Ele ia porque amava simplesmente, essa foi Sua vocação.

A primeira de todas as vocações é a vocação à vida. A segunda vocação é o chamado a ser cristão. Somos vocacionados, chamados por Deus. Portanto, vocação é para todos os cristãos, somos chamados à santidade.

"Não se deixe levar pela escravidão; a liberdade foi conquistada por Jesus".
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

 :: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

 

 

Somos chamados também a viver na liberdade de filhos de Deus; por isso, não nos deixemos levar pela escravidão. A liberdade foi conquistada por Jesus, no entanto, ela se manifesta nas nossas escolhas. Não existe destino, há sim a liberdade de escolha, e isso vem a partir das nossas ações. Se não estivermos centrados no Cristo nossa liberdade será usada de maneira errada.

Será que como Paulo poderemos dizer: Viver para mim é Cristo? Quem está em Deus tem que se comportar como quem crê.

Somos andarilhos nesta vida, não sejamos escravos dos bens materiais , não joguemos fora a liberdade que nos foi dada. Somos chamados a mostrar o bem maior que é Deus.

É preciso rezar, pois a oração ilumina o que é mal em nós.

Infelizmente muitos têm usado mal a liberdade nos dias de hoje. Vemos filhos que são reflexos da vivência de seus pais. Os filhos começam cada vez mais cedo num caminho destrutivo. Eu pergunto: Qual a qualidade da sua família, como tem sido a vivência da sua família?

A falta de liberdade chega a tal nível que as pessoas não têm coragem de olhar nos olhos umas das outras.

Precisamos nos libertar dos nossos costumes que não são nada cristãos. É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou.

:.Ouça esta pregação na íntegra

 

Transcrição e adaptação: Cris Henrique


Padre Reginaldo Manzotti


Reitor do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe – Curitiba (PR)

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo