Portadores da alegria do Senhor

Dunga
Foto: Riobson Siqueira/CN

Nós vamos falar sobre a alegria, que é o tema do nosso encontro. Eu tive a graça de participar de uma formação com o padre Rufus, e ele dizia que a alegria exorciza o diabo. A alegria manda embora não o sofrimento, mas sim a tristeza, porque o sofrimento é algo diferente da tristeza. Uma coisa não tem nada a ver com outra. Sofrimento sempre teremos, mas isso não significa que temos que ser pessoas tristes.

Ao falarmos de alegria não falamos de um estágio, de um momento ou de uma disposição interior apenas… Mas a alegria no Senhor é uma alegria que te acompanha sempre. Existe um momento de tristeza na vida, em que você busca a mão de Deus para te apoiar, mas isso não significa que você seja alguém triste.

Deus te criou feliz! Ao longo da vida teremos momentos de tristeza, mas isso não quer dizer que não podemos ser pessoas alegres. É preciso desmontar este conceito. Alguém na vida da gente colaborou para que tivéssemos este conceito errado. Mas eu convido a você jovem, idoso, quem quer que seja: deixe Deus destruir este conceito errado que você tem!

Paulo apóstolo nos diz em Filipenses 4-7: “Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos! Seja conhecida de todos os homens a vossa bondade. O Senhor está próximo. Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. E a paz de Deus, que excede toda a inteligência, haverá de guardar vossos corações e vossos pensamentos, em Cristo Jesus”.

Paulo nos diz “não vos preocupeis com coisa alguma” e isso não significa levar uma vida irresponsável. Antes de tudo, significa colocar nas mãos de Deus (em forma de súplica acompanhada pelo louvor e pela ação de graças) os sofrimentos e problemas que enfrentamos.

Sabe por que você fica triste muitas vezes? Porque você não entende. E a Palavra de Deus fala sobre esta paz que supera todo o entendimento. Você não precisa entender as coisas ruins que acontecem em sua vida. Mas quando colocamos nossas dores em forma de súplica acompanhada pelo louvor, nós vamos adquirindo esta paz que vem de Deus. E esta paz supera a nossa “cabecinha dura”, supera o nosso entendimento. A receita está aqui! Ou seja: você não precisa entender as coisas duras que te acontecem, mas precisa primeiramente abrir-se ao amor de Deus. Esta paz que vem do Senhor Jesus vem ao encontro dos nossos limites. Portanto, é possível estar feliz sempre, desde que seja “no Senhor”.

Deus colocou em nossas vidas pessoas que são portadoras de uma dose redobrada de alegria e que, muitas vezes, nós as desprezamos. São pessoas que riem de situações que não são engraçadas, e estas pessoas são tidas como irresponsáveis por nós. Toda a família tem um “palhaço”, seja ele um cunhado, um primo, um irmão… E quem são estas pessoas? Elas são “anjos”! Elas são um dom de Deus para nós.

Na Canção Nova temos pessoas assim. Pessoas que alegram o ambiente. E muitas vezes nós abafamos estas pessoas e elas acabaram ficando chatas. Transformaram-se em um pai chato, uma mãe chata, uma pessoa que é “mala”. Talvez hoje você que é mãe esteja se irritando demais com suas filhas adolescentes. Você é uma esposa tão responsável que não sabe fazer outra coisa quando chega em sua casa a não ser arrumar tudo a todo instante.

Quantos pais que antes jogavam bola, dançavam e hoje viraram uma “estátua”. Você pode voltar a ser aquele pai que conta piada sem graça e que os filhos dão risada exatamente por causa disso. Aquele pai cujo filho não tem mais medo de se aproximar. Você se cobra, você tem suado a camisa, é uma pessoa trabalhadora, responsável e acha que isso basta para se obter um lar feliz. Não! É preciso ter responsabilidade sim, mas sem perder o bom-humor, pois isso é uma questão de sobrevivência para nós.

"Você é fonte de uma alegria interior"
Foto: Robson Siqueira/CN

No livro do Eclesiástico 30,22-27 o Senhor nos adverte que “a tristeza matou a muitos, e não há nela utilidade alguma”.

Meu irmão, saia deste “tipo triste” que você faz para chamar a atenção. Nesta passagem de Eclesiástico, Deus nos dá conselhos maravilhosos. Uma coisa é você sentir tristeza. Todos nós sentimos, faz parte da vida. Seja na perda de um emprego, por causa de uma traição, pela morte de alguém… Mas não podemos nos entregar à tristeza. Lute contra ela. Na tristeza eu não vejo benefício algum, utilidade alguma.

Eu posso até senti-la por um tempo, mas depois eu preciso dizer: “Tristeza: cai fora!”. Existem pessoas que vivem na depressão porque se entregaram à tristeza, já não lutam mais. E eu proclamo no Nome de Jesus que estas pessoas já estão sendo libertas de toda a tristeza agora, neste tempo do Carnaval.

O contrário de luz é trevas. E o contrário de bom é mau. Meu irmão, o seu chamado é esse: ao você optar por passar o Carnaval aqui na Canção Nova, você veio buscar a santidade durante estes sete dias. E isto te faz diferente. Diante do mundo, você já é alguém diferente. Você escolheu guardar o seu corpo que poderia ser usado de forma tão errada neste Carnaval. Você optou pelo pudor. E saiba que isto te torna um profeta na sua cidade.

Se você não perder esta alegria para o resto da sua vida, as pessoas desejarão estar próximas a você. Porque você é especial! Você é fonte de uma alegria interior. Portanto, não sonegue esta fonte, e você vai voltar para sua casa com esta alegria de quem dança, pula e faz a coisa certa. Deus vai te usar como uma ferramenta para trazer no ano que vem aquela mesma pessoa que hoje te preocupa e te deixa triste.

Assista trecho dessa pregação



Não perca a sua alegria! Muitas pessoas porque querem ser respeitadas tornam-se ranzinzas, vivem com a “cara fechada”. E não é isso! Você será respeitado ao transmitir esta alegria, ao transpirar amor para as pessoas.

Não é verdade que chega um momento no velório, durante a madrugada, em que aparece uma pessoa que lembra de um fato engraçado diante das pessoas que estão sofridas naquele instante? E aquela pessoa ousa contar o fato engraçado que se lembrou; e as pessoas presentes começam a rir. É Deus quem coloca aquela pessoa naquele meio, para dizer que a alegria é o remédio. Naquela hora, mesmo que por alguns instantes, Deus alivia a dor presente naquele velório.

Alguém precisa entrar na vida da gente, como se fosse um palhaço, para dar a alegria que nos alivia e que gera a paz em nós. Esta paz guarda o nosso pensamento em Cristo Jesus. E por causa disso, novos pensamentos e sentimentos invadirão a sua alma, e você experimentará esta libertação. A libertação que vem de uma alegria que não passa.

É com esta alegria que queremos devolver você para sua casa. Extravase esta alegria que é tesouro inesgotável de santidade. Sê curado desta depressão em Nome de Jesus. Sê liberto de toda tristeza acumulada durante anos em sua vida.

Estamos hoje falando de uma alegria que tem o poder de mandar Satanás embora. As doenças virão, as tristezas virão, teremos que conviver com isso. Mas a alegria do Senhor é a nossa força! E continuaremos caminhando “no Senhor”.

Transcrição e adaptação: Alexandre de Oliveira


Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e
retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo