Queima-me, Senhor

Evangelho: João 21, 15-19

Nós acabamos de ouvir esse Evangelho que nós conhecemos muito bem. Eu pergunto, o que é que Jesus perguntou a Simão Pedro? Simão tu me amas? Pedro quer dizer rocha, e Simão bem ao contrário, quer dizer caniço. Era esse nome que Pedro tinha. Alguém volúvel, levado pelos sentimentos, ele era muito sanguíneo.

Algo bonito, depois que seu irmão André teve um encontro com Jesus, ele foi tão persuasivo, ele teve uma convicção do coração, e palavras saíram do seu coração até convencer Pedro a conhecer Jesus. André apresentou seu irmão a Jesus, e Jesus ouviu o nome Simão e disse: "Tu te chamarás Pedro, rocha". E aí ouve toda a transformação de Simão.

Nesse Evangelho nós estamos depois da ressurreição de Jesus. Eles estavam desanimados, mas o coração de João, que era o discípulo que Jesus amava, disse é Jesus. E Simão quando ouviu isso vestiu sua roupa, pois estava tão desanimado a ponto de ficar nu, ele vestiu e se apresentou ao Mestre. Quando chegaram viram que Jesus havia preparado peixe e pão para eles. Depois disso Jesus pegou Simão e pergunta: "Simão filho de João tu me amas mais do que estes"? Ele ficou meio atrapalhado, e disse: "Sim Senhor, Tu sabes que te amo". Por que Jesus quis saber isso dele? E Jesus perguntou mais três vezes e ele disse: "Tu sabes tudo, tu sabes que te amo".

Ouça: "Por causa da sua fraqueza Pedro duvidava de seu amor Jesus"

Meu irmãos, Jesus tinha certeza que Pedro O amava. Jesus disse isso porque sabia que Pedro não acreditava que amava Jesus. Ele estava desanimado, Pedro era um fraco apaixonado por Jesus. Pedro sabia muito bem de todas as falhas que tinha com Jesus. Ele sabia muito bem, ele negou Jesus três vezes, mas Pedro sabia que por causa de suas fraquezas ele duvidava de seu amor por Jesus.

Para cuidar do rebanho era preciso que ele soubesse que suas fraquezas não o impediam de cuidar do rebanho de Jesus. Mesmo sendo fraco ele podia amar Jesus. Isso é para nós. Olhamos para nossas fraquezas pecaminosas, entramos em certos vícios, não apenas de cigarros, drogas. Vícios internos ou externos, como ficar vendo coisas pornográficas: revistas, filmes, internet. Quanta gente viciada nisso, mesmo que seja apenas nossas fraquezas, olhamos para isso e duvidamos do nosso amor por Jesus. Deus na sua infinita misericórdia mandou o seu Filho que é a personificação da sua misericórdia para termos uma visão clara que o Senhor é muito maior que nossos pecados, é preciso que olhemos isso de frente.



Jesus olha mais para a sua misericórdia que para os meus pecados.
Ele não se preocupa tanto com o pecado como com a sua misericórdia. Jesus sabe o barro que somos feitos. Jesus não é apenas misericordioso, Ele é a misericórdia. Jesus é a minha misericórdia. A misericórdia do Espírito Santo é voltada para mim. Jesus canaliza para mim a sua misericórdia, eu sou o  objetivo da misericórdia de Jesus.

Quantos homens e mulheres afastados de Deus por terem um terrível sentimento de culpa. E é impressionante como esse sentimento de culpa nos empurra para mais longe de Deus Pai, do Espírito Santo, porque achamos que não somos dignos.

Estamos em pentecostes, quanta gente não se abriu aos dons do Espírito Santo por não se acharem dignas do Espírito Santo, e não somos, mas misericórdia é misericórdia. Hoje é dia de você entrar no coração misericordioso de Jesus e queimar todo esse sentimento de culpa que você tem no coração.

Diga: "Eu assumo hoje romper com meus sentimentos de culpa, acusação, condenação, e ao contrário, eu assumo a infinita misericórdia de Jesus, porque Jesus é a misericórdia do Pai. Jesus é a minha misericórdia".

Tem gente que diz: "Eu nunca vou me perdoar por aquilo que eu fiz. Quanta gente que nos tempos de menino foram vitimas de outros, até mesmo violentados por alguém, às vezes até por gente de casa, tios ou primos. E pior ainda, aqueles que foram violentados pelo próprio pai, ou avô. E a tentação faz com que as pessoas se sintam indignas e caminham anos e anos com esse sentimento. É como se tivesse constantemente tomando "soda cáustica". Seja qual for a sua situação, você não queria aquilo aconteceu, e quando você se lembra tem até repugnância e o demônio transforma em culpa, e você se sente condenado. Por isso, tenha um amor apaixonado por Jesus como Pedro. Era preciso que Pedro fosse convencido do seu amor por Jesus. A mesma coisa é com você.

Muitas pessoas nem se deixam ser amadas por Jesus, por isso ficam se culpando. Por causa desse sentimento de indignidade, você não se abre para o amor de Jesus, e nem aceita que ama Jesus. E é bem capaz que você ama Jesus apaixonadamente como Pedro. Hoje é o dia de por fim nisso.

Diga: "Senhor, Tu sabes tudo, Tu sabes que eu Te amo. E eu quero cada vez mais Te amar apaixonadamente, eu não vou ter vergonha".

Deixe-me dizer para meus irmãos homens: "Foi Pedro um homem, macho, que amava apaixonadamente a Jesus e teve a coragem de dizer: 'Tu sabes tudo, Tu sabes que te amo'. Muitos homens às vezes tem vergonha de se declararem para Jesus porque Ele é homem também, mas você precisa se declarar para Jesus, precisamos ser todos 'Pedros' e nos declararmos a Jesus".

Mulher, você também é chamada com toda convicção, você proclama e você acredita. Primeiro no amor que Jesus tem por você, e depois no amor que você tem por Jesus. O amor é muito mais que sentimento, é muito bom sentí-lo como sentimento, mas esse amor se demonstra por atos e isso só acontece pelo Espírito Santo.

Diga: "Senhor, eu não sou digno, mas segundo a Tua promessa eu serei batizado no Teu Espírito Santo".

Ouça: Padre Jonas reza clamando o Espírito Santo

Transcrição e áudios: Willieny Isaias
Fotos: Renan Félix


ADQUIRA ESSA HOMILIA PELO TELEFONE
(12) 3186-2600


Lançamento:
CD "Deus vai além" – Acesse o hotsite


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo