Rompendo com as correntes do demônio

Ouça: refrão do Salmo 92 
Reina o Senhor, revestiu-se de esplendor!

Esse Evangelho a princípio parece uma coisa terrificante, mas é real. Você sabe quantas vezes que Jesus realizou libertações. Essa realidade existe e nós não podemos brincar com ela.

"Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos." Efésios 6, 11-18

São Paulo fala com palavras claras, sobre a existência dos demônios. Muitos tentam desmistificar essa realidade, mas é uma realidade bíblica que a Igreja e o Papa vêm retificando e confirmando durante toda a história. Vai chegar o dia em que nós vamos estar livres das tentações do inimigo, mas por enquanto nós temos que ficar atentos às ciladas do diabo.

São Paulo, diz que a nossa luta é contra os principados e potestades deste mundo tenebroso. Não lutamos contar homens, mas sim contra os poderes das trevas. No inferno há uma hierarquia, onde assim como em um exército, potestades é um grau que estes espíritos malignos atingem. Dominadores, que exercem domínio sobre este mundo de trevas.

Mas graças a Deus, o refrão do salmo nos mostra que o Senhor está no controle de tudo. Diante de Deus, o demônio não passa de um verme. Mas como todo o verme, o demônio causa estrago. Ma se eles estão aí, espalhados no espaço, pegando a quem nós não imaginamos. Mas eles não passam de vermes.

O Senhor reina! Por que Ele não destrói o demônio? Porque Deus é criador e não destruidor. Ele não destrói o que criou, e Lúcifer foi criado por Ele. Era um anjo muito poderoso, que tinha a missão de preparar a humanidade para a vinda do Filho de Deus. Mas era tanto poder, tanta inteligência, que o orgulho lhe subiu à cabeça.

Quando Lúcifer soube que o Filho de Deus viria como um homem, ele se rebelou por não aceitar servir o Filho de Deus feito homem. Lúcifer tomou a sua decisão, e uma decisão de um anjo de seu poder, que conhece de forma completa a realidade, não pode voltar atrás. Nós, homens, somos frágeis, não conhecemos a totalidade da vontade de Deus, por isso mudamos tão fácilmente de idéia, mas os anjos não.

Deus está no controle dos estragos que os demônios realizam. Por isso, os filhos de Deus devem estar com Deus. Não podemos cair na sedução do demônio, de se deixar levar pelos seus argumentos, e acabando por obedecer a ele. Ficamos como ele gosta. Não adianta você dizer que é do Senhor se você obedece ao demônio. É preciso dizer um basta. Não podemos ficar na "coluna do meio", pois ela não existe. É um grande risco querer ficar assim, pois você não sabe o traidor que ele é. Não podemos dar ocasião ao inimigo.

Se você chega perto do fogo, você já se queima. Você não pode dar bobeira. Você não pode chegar perto do fogo. Temos de ficar cada vez mais longe do fogo. Quantos de nós já nos queimamos na alma. E quantas "queimaduras", você, como uma criança birrenta, se causou a si mesmo e aos demais?

Ouça: Pe. Jonas nos alerta a fugirmos do ‘fogo’ do pecado

Mas o Senhor é misericordioso, e Ele nos alerta hoje sobre essa realidade. Nós precisamos ser completamente de Deus. Porque nós fomos comprados por um grande preço: O Preciosíssimo Sangue de Jesus Cristo! Por isso nós precisamos ser todos de Deus.

Muitas vezes, o diabo finge para parecer bonzinho. Ele nos dá aquilo de que mais gostamos, para nos atrair. Ele não gosta de nós. Ele nos odeia. Ele deseja que muitos de nós estejamos com ele no inferno, para não só debochar de nós, mas debochar de Cristo dizendo: “Olha o que eu estou fazendo com o seu queridinho!” Não podemos deixar que o demônio use de nós para cometer essa heresia com Cristo.

Nestes dias em que o mundo está tresloucado, seguindo o rei momo, cujo nome não passa de um diminutivo para demônio, podemos observar o que o diabo é capaz e fazer com cada um de nós.


Não podemos chegar nem perto daquele que pode nós "queimar". Por isso temos de estar agarrados a Cristo, para não desgrudarmos Dele em momento nenhum. Não podemos correr o risco.

O demônio muitas vezes pode tomar o corpo de alguém, mas na maioria das vezes ele nos “possui” de forma que nós, em plena consciência, fazemos a vontade dele. Ele faz tudo isso sem que ninguém e nem mesmo a pessoa perceba. Ele prefere fazer assim, pois ninguém percebe que ele está ali.

Ouça: Pe. Jonas explica o porquê acontecem as manifestações

Quando o demônio, que estava no menino do Evangelho, depara com a soberania de Jesus, ele quer demonstrar o seu “poder” e maltrata o menino. O demônio já não tem mais saída, ele já está sendo expulso, por isso ele faz essa verdadeira “bagunça” com o possuído. A hora da manifestação não é hora do poder do demônio, mas é a hora em que ele perde toda a sua autoridade. Ele está sendo expulso. Jesus já está expulsando para o seu devido lugar.

Nós estamos diante do espetáculo tremendo, no qual o demônio está pegando os nossos filhos e filhas. No qual até as crianças repetem gestos obscenos de artistas e cantoras, incentivadas muitas vezes pelas próprias mães. Como o de nossos jovens que estão envolvidos com drogas e álcool e que estão sendo possuídos pelo demônio, de forma silenciosa e fatal.

É por isso justamente que nós precisamos entrar na luta. Mas o próprio Jesus nos ensina que não há outra maneira de vencer essa luta a não ser com oração e jejum. Por isso, aproveitando que já estamos perto da Quaresma, escolha um a boa penitência e intensifique a sua vida de oração.

Use destas armas, nesse tempo santo, que se aproxima, que é a Quaresma!

Ouça: Oração de Exorcismo com Pe. Jonas Abib


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo