Sacerdote para anunciar a verdade

Assista ou ouça: Salmo 15
\”O Senhor é a porção da minha herança\”

Assista um trecho desta homilia

Durante o canto do refrão deste salmo, há segundos atrás, olhei para minhas mãos e para o microfone e senti no coração a responsabilidade e o peso de glória que nós sacerdotes temos com o dever de anunciar a verdade. E não é somente uma questão de estar aqui sendo televisionado, ou estar diante de vocês, mas a responsabilidade nossa é com \”tremor e temor\” como diz o apóstolo Paulo. Temos que pregar o Evangelho.

Ouça o trecho em que Padre Roberto fala sobre este assunto

Meditei durante segundos sobre quantos sacerdotes, mártires, confessores, profetas deram a vida por causa do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, de modo especial os apologetas que não permitiam que a mentira entrasse dentro da Igreja e se levantavam para dizer \”sim, sim; não, não\”.
E eu peço a vocês que sempre rezem por nós, padres, porque nossa missão, nesse momento em que vive a Igreja é muito árdua, porque agora é o tempo propício de termos a autoridade da nossa ordenação. Não podemos permitir que nada do maligno, nenhum \”joio\” penetre dentro do teu coração.

Assim diziam os Santos Padres da Igreja: \”O mundo foi criado em vista da Igreja\”. Aí vem o fundamento da palavra \”Católica\”, presente não só no que se vê, mas abrangendo o universo, o mundo angélico, o testemunho dos confessores.

O que está acontecendo contra a Igreja, com uma violência e uma sutilidade muito satânica, é colocar dentro do teu coração que a Igreja Católica não tem mais a verdade. E a mídia colabora estupendamente para isso. Há pouco tempo, divulgaram que uma descoberta dizia que Jesus pediu Judas para que O traísse.
Sobre o livro, o filme de \”O Código Da Vinci\”, por exemplo, não coloque o teu olhar sobre este filme, não seja hipócrita. Desculpe dizer: você não precisa ver a mentira para anunciar a verdade. Sei quem é o meu Senhor e você também sabe. Você tem experiência pessoal com Ele.

Mas toda essa onda de contestação à Igreja, aos sacramentos, à pessoa do sacerdote, ao mistério da Missa, o afã colocando criaturas no lugar de Deus, é o que tem feito hoje também o fanatismo pelo futebol. Na Argentina há a igreja dos maradonianos, no Japão, Zico é adorado como Deus. Vemos isso também em tantas situações em não saber colocar no lugar certo o que é um divertimento, o que é uma emoção, uma torcida. Acho um absurdo um padre dizer que no jogo do Brasil ninguém pode ligar para ele e procurá-lo. Não estou contra a alegria de torcer – sei muito bem o que é torcer –, mas temos que saber colocar as coisas no lugar certo.
A facilidade que temos em abandonar o que é de Deus é muito grande.

Hoje, o Senhor disse no Evangelho que temos o dom para dizer “sim” e “não”. A autoridade arde em nosso peito. Não tenho medo de dizer a verdade, porque sei quem é o Autor do meu sacerdócio.

Quando eu falo algo sobre pessoas que amamos na Igreja, não é atingindo a pessoa, mas o ato dela. É preciso ter um coração sensível ao momento histórico que estamos vivendo. Talvez, enquanto estamos aí balbuciando palavras sem aquela autoridade de dizer \”sim, sim; não, não\” a Igreja necessita do nosso coração fiel, ardente.

Há sociedades secretas que enviam seitas evangélicas e pastores para levantar templos no Brasil. Há pastores americanos que têm ligação com sociedade secretas. Como conseguem levantar templos tão suntuosos e rapidamente? Está escrito no Apocalipse a questão dos falsos milagres, de uma multidão que será iludida.


Com relação à Copa, não estou condenando ninguém a respeito de uma alegria, de um amor, mas o que dói o coração é quando se troca o que é de Deus pelo que é profano.

Ela gerou Jesus em seu coração. Que lindo é o amor que temos pela grande Mãe de Deus. São Luís Maria de Monfort dizia em seus escritos sobre o tempo que vivemos, onde estamos perdendo a autoridade que o Senhor nos deu. Eu peço ao Senhor que eu nunca perca o ardor pela verdade da Igreja dentro de mim.

A pregação do sacerdote deve ser cada vez mais ungida, é a Pessoa de Cristo falando. É uma verdade da Igreja, quando nos prostramos ao chão, prometemos pregar a verdade. \”Prega a verdade oportuna e inoportunamente\”. Sim, sim. Não, não.
Não é dessa verdade que vocês têm sede? Estamos cansados de escutar pregações que ficam rodeando e minimizando as coisas, e não chegam no núcleo.
Os epíscopos da Igreja devem vigiar as ovelhas. Somos colaboradores dos bispos. Somos ordenados para dar à Igreja a verdade guardada no coração dos apóstolos.

Eu vou ler para vocês do livro da Sabedoria, o capítulo 16,20: \”Mas, pelo contrário, foi com o alimento dos anjos que alimentastes vosso povo, e foi do céu que, sem fadiga, vós lhe enviastes um pão já preparado, contendo em si todas as delícias e adaptando-se a todos os gostos\”.
Jesus veio a esse mundo como verdadeiro Homem. Cremos verdadeiramente que o Verbo se fez carne no ventre puríssimo de Maria e habitou entre nós. O Senhor veio de uma Mulher preparada, querida, livre da culpa original. É a grande alegria nossa e é a nossa grande verdade.

Nessa passagem do livro da sabedoria, não é o maná. O maná foi apenas prefiguração.
O que desceu do céu agora é Jesus no ventre puríssimo da Mãe de Deus e se tornar o Pão da Vida. Foi o Filho de Deus que desceu no ventre da Virgem Maria. Começando a ultrajar a Mãe de Deus, você sai da Igreja. Não são poucos os milhões de dólares que estão por trás dessas igrejas pentecostais. Eles não têm o suor de uma Canção Nova na humildade de pedir. Pastores americanos que vocês vêem na televisão são de sociedades secretas.

É Jesus que vem a nós. Aonde foi que essa carne foi gerada? Qual foi o milagre do Espírito Santo quando ele mudou o sangue da Virgem para o sangue de Jesus. Mas têm muitos que acham melhor crer nas teologias protestantes: \”faz de conta que é pão, é empanação, \’pão abençoado\’\”. A Igreja Católica não compara Deus Vivo com pedaço de pão nenhum.

A maravilhosa fé católica é \”sim, sim; não, não\”. Ou você adora o teu Senhor no véu do Sacramento ou não. Não tem meio termo.

Após a consagração não existe mais pão, é o Corpo do Senhor Jesus Cristo. Milagre extraordinário, milagre que os demônios odeiam. Há pouco tempo um homem possuído pelo demônio, em Uberaba, MG, matou um sacerdote, arrancando-lhe o coração. Ele disse que o demônio o mandou fazer isso.
Ouça o trecho em que Padre Roberto fala sobre este assunto

Faço uma pergunta: será que nós que comungamos o Senhor somos perseguidos pelo anticristo? É claro que sim.

A Santa Missa não acrescenta nada ao Sacrifício do Calvário, porque a Santa Missa é o Sacrifício do Calvário.
O Papa João Paulo II disse que na Missa há todo o drama do Calvário. Você vai comungar, imagine a raiva dos demônios. Pedro disse que satanás está como um leão a rugir procurando a quem devorar.
Quem dá a luz ao Senhor Jesus em meio a este mundo é a Igreja Católica, por isso a raiva tremenda que o demônio tem de nós, padres. Suportar um homem que traz Deus para o altar não é fácil não – principalmente quando o sacerdote é possuído pelo Espírito Santo e prega a verdade.

A Igreja Católica é amparada por Deus. Se um pastor protestante dizer assim: \”Por que Jesus quis que seu Sacrifício se perpetuasse até a sua vinda gloriosa?\” Porque Ele quer ser alimento para sua Igreja, ter contato pessoal, físico para com aqueles que Ele quer salvar.
Ouça o trecho em que Padre Roberto fala sobre este assunto

Realidades sublimes da Igreja e que enchem nosso coração de alegria. E é o que eu disse há pouco. Nem que seja uma pregação de 10 minutos, mas se ela contem a verdade, vocês se sentem amados, sentem pastoreio. \”Escutei a verdade da Igreja. Faço parte do corpo da Igreja\”.

O Papa Bento XVI disse que uma Igreja sem o Cristo Eucarístico é vazia e sem sentido. Temos a plenitude da verdade. Estamos aqui na Missa para termos um contato físico com o Senhor Jesus Cristo. Isso causa náuseas ao mundo do anticristo, àqueles que zombam da moral da Igreja.
Vejam nessas livrarias quantos livros falam satanicamente de Jesus Cristo. São impostores da Nova Era que querem ficar ricos em cima do nome de Jesus Cristo. São vômitos do demônio sobre a Igreja Católica. Quando se mexe com o Corpo de Cristo, se mexe com a Igreja Católica.

O Sangue de Cristo será derramado sobre ti nesta Missa. Como um dilúvio, da mesma forma que as águas invadiram o mundo, o Sangue do Senhor quer penetrar na sua vida, na sua família. Nenhuma oração, por mais bela que seja, é maior que a Santa Missa.
É na Missa que o Senhor maravilhosamente entra na tua alma.
Há curas que ninguém pode ministrar. Só o Senhor Jesus no Santíssimo Sacramento.

A grande Mãe de Deus está presente em cada Missa. Que Ela nos guarde profundamente contra todas as ciladas do demônio. Que Ela nos fortaleça na missão da verdade.


Padre Roberto Lettieri: \”Imaginem quantos corações estão escutando as pregações deste acampamento\”



Padre Roberto Lettieri


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo