Santuários Vivos

.: Ouça esta pregação na íntegra
Neste dia em que iniciamos o 15° Congresso Eucarístico Nacional, devemos nos perguntar: \’Que experiência tenho vivido com Jesus eucarístico?\’ É o próprio Jesus quem nos fala: \”Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei\” (Mt 11, 28). Ele nos chama e nos convida, independente de como chegamos aqui.

Jesus toma a iniciativa e nos diz: \”Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele\”(Jo 6, 56-58). Essa é a promessa de Jesus para cada um de nós.

Se vamos ao encontro dEle e nos abrimos à sua ação, Ele entra em nossa vida e faz uma obra nova. A mesma experiência que os apóstolos tiveram nós também podemos ter hoje.

\”Eu recebi do Senhor o que vos transmiti: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão e, depois de ter dado graças, partiu-o e disse: \’Isto é o meu corpo, que é entregue por vós; fazei isto em memória de mim\’. Do mesmo modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: \’Este cálice é a Nova Aliança no meu sangue; todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de mim\’\”.
(1Co 11, 23-25)

Não estamos representando, estamos vivendo. Não é apenas relembrar, nós verdadeiramente celebramos a Eucaristia, sacrifício do Senhor que se atualiza em nós, por isso estamos aqui.

Esse mesmo Jesus que esteve com os discípulos faz-se presença no meio de nós. Todos os dias Ele nos dá a oportunidade de vivermos a experiência de sua presença eucarística.

Se em nossas famílias fizéssemos essa experiência de perceber que o mesmo Jesus que habita em nós também habita no outro, as coisas seriam muito melhores. É esse mesmo Jesus que eu adoro na Eucaristia que devo também adorar no outro.

Muitas vezes, esperamos momentos como estes para adorar Jesus, mas nos esquecemos de que temos santuários vivos, onde podemos encontrá-lO e adorá-lO com nossas vidas. A Eucaristia se celebra quando conseguimos reconhecer Jesus na vida do outro. Quando fazemos com que todas as situações sejam renovadas por esse Cristo que habita em nós.

Se você recebeu Jesus hoje, você é sacrário vivo e pode adorá-lO com a sua vida. Jesus se dá a nós para nos mostrar que da mesma forma com que Ele se doou na cruz, também se doa por nós a cada Eucaristia.

Amanhã, será lançado o filme \”O Código Da Vinci\” que pode levar muitos católicos a negar a sua fé. Nós católicos não podemos ter mais dúvidas sobre Jesus. Enquanto muitos estão fazendo de tudo para que neguemos a nossa fé, nós precisamos assumi-la com toda força de nossa alma.

Precisamos estar atentos a esse Jesus que se faz presente em nós. Nossa geração precisa viver a graça da santa missa, a graça da adoração, conscientes de que aquilo que aconteceu com Jesus antes acontece também conosco hoje.

Nesta semana vimos a cidade de São Paulo parar diante da violência. Os fatos comprovam que precisamos mais do que nunca reconhecer e assumir Jesus como Senhor de nossas vidas. O mundo precisa que sejamos homens e mulheres que acreditam e professam que Jesus é o Senhor.

Temos de tomar uma atitude diante de tantas situações que acontecem a nossa volta, e que querem acabar com nossa fé. Nossa missão é dar o testemunho.

Da mesma maneira que Jesus formou os seus discípulos, também nos forma hoje para que possamos assumir a missão que Ele tem para nós. A celebração eucarística me leva a ter uma experiência com Jesus, comigo mesmo e com o meu irmão.

O encontro que vou ter com Jesus na missa tem de ser o primeiro e o último de minha vida. É necessário testemunhar Jesus Cristo.

Nossa Senhora quer nos ajudar a viver esta experiência com seu filho. Maria é quem toma a iniciativa de nos levar até Jesus. Ela, que é mulher eucarística, quer nos ensinar a sermos verdadeiros templos do Espírito Santo.

Ela quer nos ajudar a viver uma aliança de amor com Jesus. Esse amor que permaneceu com Maria e que perpassa as gerações nos leva, hoje, a reconhecermos Jesus como Senhor. Maria quer nos ajudar a trilharmos esse caminho tão difícil rumo ao Pai.

Nada deve tirar nossa atenção quando estamos na presença de Jesus celebrando o seu sacrifício eucarístico.

Tudo que ofereço em sacrifício reverte-se em graça. Da mesma forma que Jesus se oferece no altar, devemos nos oferecer como sacrifícios vivos.

Transcrição e áudio: Claudenilson José
Fotos: Paulo Sérgio

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo