Ser católico é bom demais!

padre Roger Luis

Evangelho (João 14,1-12) Já caminhamos três dias na presença do Senhor e especialmente no dia de hoje pudemos ver e experimentar as maravilhas de Deus. Depois da ressurreição e pentecostes a Igreja estava crescendo. A igreja primitiva era uma igreja carismática que vivia impelida pelo poder do Espírito Santo. Era por isso que a igreja crescia. Os apóstolos estavam obedecendo ao que Jesus mandou: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a toda criatura?”

Os apóstolos começaram a viver uma experiência carismática na igreja. A igreja nasceu carismática, precisa continuar carismática e isso depende de você. Nós não estamos preocupados com números. Nós homens não planejamos nada, quem planejou e fez foi o Espírito Santo. O papa João XXIII no inicio do Concílio Vaticano pediu que se voltasse a origem da experiência carismática, e por isso que você está hoje aqui.

Hoje de manhã o padre John nos falou que no diálogo com um pastor evangélico, ele questionou a maneira do padre e sua forma carismática de agir. O padre respondeu: sou católico, pentecostal, carismático e protestante contra o demônio e suas obras.

O Monsenhor Jonas me contou que quando esteve em Roma em um colóquio, convocado pela congregação doutrina da fé, houve reflexões sobre os carismas, pregações sobre os carismas, reflexões sobre os carismas. O que me chamou atenção primeiramente é que foi feita uma pergunta do porque na igreja se parou de incentivar os profetas, os carismas, a vivência do pentecostes? A igreja precisa voltar a viver a experiência do pentecostes.

O vaticano II afirma que a igreja católica e apostólica é salvação. E vai se tornar mais e mais salvação quando incentivarmos e vivermos conduzidos pelo Espírito Santo. Precisamos estar unidos para que a explosão carismática que chamamos de reavivamento aconteça no Brasil e se alastre por todo mundo. Isso acontecerá quando nos grupos de oração acabar a divisão e as brigas, porque nós precisamos é lutar contra o inferno e não transformar nossos grupos num inferno. E eu intercedo, e dou ordem de que toda divisão que existe na Renovação Carismática caia por terra. Que possamos professar a vitória da nossa igreja, a vitória do Senhor sobre toda a divisão e omissão dos carismas.

Queremos cumprir Senhor, a tua palavra que nos ordena que sejamos um. Que a unidade da sua igreja seja visível à sociedade e ao mundo. Precisamos viver essa unidade. Nós precisamos ser esses canais poderosos para que a glória de Deus atinja o maior número possível. É impossível experimentar Deus e voltar para casa sem sentir vontade no coração de evangelizar. Ficar de perna para o ar no domingo, dia do Senhor. Imagine a revolução que você não pode fazer na sua cidade como um carismático, discípulo, missionário. Eu desconfio de alguém que diz que se encontrou com Jesus, mas não tem vontade de evangelizar. Quem diz ter um encontro pessoal com Jesus, mas fica sentado em casa sem fazer nada é um mentiroso. A igreja está gritando que precisa de missionários. Os bispos estão pedindo, o papa está pedindo. E você, vai continuar sentadinho? Não dá para os católicos ficarem do jeito que estão. Ou somos católicos e assumimos sermos missionários como o Espírito nos faz, ou vamos morrer na nossa fé.

Você faz parte deste povo que foi eleito para revolucionar a nação brasileira no poder do Espírito. Se coloque como instrumento de Deus aonde o Senhor te levar: no seu trabalho, na sua casa, no seu grupo de oração, no avião, na rua, aonde Deus te levar, seja instrumento do poder de Deus. Você faz parte dessa raça eleita para ser instrumento poderoso do Senhor. Precisamos assumir a autenticidade da fé católica.

"Queremos cumprir a Tua palavra Senhor, que nos ordena que sejamos um."

Enquanto eu preparava a homilia, o Senhor veio me revelando algo maravilhoso em I cor 11, 17 que você pode acompanhar na sua bíblia. Como o povo católico tem participado da Eucaristia? Como o povo católico tem participado da missa? Quando o padre pede o Espírito Santo sobre o pão e o vinho, é Jesus, é a carne de Jesus é o sangue de Jesus. E como nós carismáticos, católicos estão vivendo a santa missa? É desanimador ver pessoas com sono e sem lutar contra o sono. Quantas vezes eu precisei ficar de pé para não ficar com sono na missa antes de me tornar padre. Mas parece que houve uma ‘mornidão’ quanto à participação da eucaristia.

Quantas vezes vemos pessoas conversando no momento mais sagrado onde o Senhor está vivo, presente e atual, e ao invés de contemplar esse milagre, se participa de qualquer jeito. O apostolo Paulo está dizendo que “é por isso que tem muita gente doente entre vocês”. Falo também da roupa que se usa para ir a missa. Eu admiro os nossos irmãos evangélicos, eles colocam a melhor roupa, o melhor terno para ir ao culto e nós temos a eucaristia e vamos de qualquer jeito. Domingo é dia de colocar a melhor roupa que temos. No fórum se você for de bermuda, camiseta, você nem entra, e você vai encontrar um advogado ou juiz. Na missa você vai encontrar o Rei dos reis, como você vai? Por isso tem pessoas doentes no nosso meio, porque estão brincando com o que há de mais sagrado.

Não importa se a música não está boa ou o som não está bom. Não tiro a responsabilidade de melhorar sempre. Só estou te alertando para o que você participa da missa. O padre pode não falar de forma entendível, porém quando ele fala: “Isso é o meu corpo e o meu sangue”, o corpo de Cristo está ali. E pare com o pensamento de nova era de que você pode rezar em casa sozinho. Que tem amigos virtuais, que não vai a missa por causa do padre. Todos têm o padre que merece, pois foi ele o escolhido do céu para trazer o caminho, a verdade e a vida para que você fique curado na eucaristia. Tem gente que diz que não confessa com padre porque sou homem, e sou mesmo, graças a Deus. Mas só eu e os padres do mundo inteiro tem a unção e permissão de falar que os teus pecados estão perdoados em nome de Jesus.

Eu acompanho a muitos jovens em presídios, eles vão e recebem a sentença, já foram liberados, porém enquanto não chega o alvará de soltura ninguém pode ir embora. A confissão é o alvará que você tem para esfregar na cara do demônio e dizer: “O Senhor me perdôo e você não tem nenhum poder sobre mim”.

É tempo de conversão, de decisão, de mudança de postura nesta igreja, aonde o Senhor dela é o caminho, a verdade e a vida. Essa igreja é o instrumento que o Senhor escolheu para te levar ao céu. Não tem como ser carismático e não fazer nada. Não tem como ser católico e não fazer nada. Não da pra ser carismático colocando somente as mãos para o céu sem colocar os pés no chão e as mãos na massa.

Transcrição: Lanier Rosa 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo