Temos um só inimigo

Padre Rufus
Foto: Robson Siqueira

A Bíblia nos diz em I Pedro 5, 8-9 “Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar. Resisti-lhe fortes na fé. Vós sabeis que os vossos irmãos, que estão espalhados pelo mundo, sofrem os mesmos padecimentos que vós”. Cuidado em quem vocês buscam ajuda! Nós não estamos lidando com inimigos humanos, mas inimigos espirituais, os exércitos dos espíritos decaídos; por isso São Paulo nos fala da batalha espiritual, precisamos de armas espirituais.

No ensinamento consistente da Igreja, o demônio existe, e a prática pastoral nos faz acreditar que ele realmente existe, pois encontramos casos que os médicos não têm solução, que só podem ser tratados espiritualmente, por isso reconhecemos que é espiritual.

Já tratei nestes dias de casos que os médicos não sabem o que fazer e espero que fiquem curados. Portanto, não precisam buscar ajuda em outros lugares, só em Jesus. Uma palavra de ordem é suficiente, não precisa de longas orações, só um ato da amor, porque aquele que está conosco é o Espírito Santo, por isso rezamos no Pai Nosso: ‘liberta-nos do mal’.

O trabalho de satanás é destruir o homem, ele é assassino, e somente Jesus quer nos salvar nos iluminando da escuridão. Jesus é vida.

Como o inimigo nos ataca? Ele pode nos atacar de diversas maneiras, especialmente nos dias de hoje com as drogas, nossos jovens viciados que até parecem animais. Os viciados em álcool destroem os casamentos. Imaginem esta destruição? Centenas de mulheres que não sabiam o que fazer com seus maridos alcoólicos. O inimigo pode atacar nossas mentes por aquilo que a ‘nova era’ e seitas fazem, e através disso também capta a mente de nossa juventude.

Uma mãe veio me ver com seu filho que era padre salesiano da província de Bombain. A mãe me disse que o seu filho mais velho estava nos EUA e era tão inteligente que estava fazendo doutorado em física nuclear; infelizmente estava em contato com uma seita oculta, uma das mais perigosas e satânicas do mundo. Eles falavam para fazer curso atrás de curso, estavam tirando o dinheiro dele, até que chegou ao ponto de não fazer nada sem autorização deles. O rapaz se apaixonou por uma garota e ia se casar, mas os líderes daquela seita não aceitaram que ele se casasse e no dia do casamento ele foi espancado pelos lideres daquela seita. O casamento foi cancelado e o rapaz voltou para Bombaim sem nada, totalmente quebrado e pobre. Levaram-no para todos os médicos e nada dele ser curado, e nos últimos meses estava muito pior, não tomava banho, não cortava as unhas, não escovava os dentes. Aquele padre salesiano, seu irmão, ouviu falar de mim e pediu para eu rezar pelo seu irmão.

'A mulher Maria, a mãe de Jesus e da Igreja já esmagou a cabeça da serpente'
Foto: Robson Siqueira

Graças a Deus a Érica pôde estar comigo no momento, e de alguma maneira o rapaz percebeu que eu estava chegando e trancou-se no quarto. Como não podia vê-lo não podia fazer muita coisa, rezei na sala e quando estava saindo, passei a frente do quarto dele e a Érica me fez parar, dizendo que sabia de algumas histórias de cura com pessoas de portas fechadas, – até fiquei chateado por ela me dizer o que fazer -, mas o abençoei assim mesmo com a porta fechada.

Quando estava saindo, novamente ela me fez parar, e me disse para fazer uma oração para o fundador daquela seita. Eu não sabia desta seita, e ela como é uma especialista em seitas satânicas, já escreveu um livro, me disse o nome do fundador daquela seita e comecei a rezar por ele e pelo jovem.

No outro dia a mãe me ligou e disse que pela manhã o rapaz se levantou. Ele que geralmente dormia o dia inteiro, pela primeira vez tomou banho, escovou os dentes e cortou as unhas e veio para tomar café pela primeira vez. É o poder da oração de libertação. Não é o final da história, este jovem estava procurando pelo fundador da seita em sua casa, perguntou a todos onde ele estava e ninguém sabia o que ele estava procurando, ele perguntava aonde ele tinha ido. Aquela oração de libertação tinha tirado a presença daquele fundador da seita que estava na casa. Na outra semana o rapaz arrumou emprego e foi totalmente liberto, livre para sempre.

Um prejuízo para os jovens é quando são pegos por essas seitas esotéricas, há muitos deles que quando pegos não conseguem sair mais. Quando eu estava em um retiro em julho, no final, todos os jovens foram convidados a entregar esses objetos e não queriam mais saber deles. O inimigo pode atacar nossa vida emocional e por isso São Paulo nos adverte; “Não dê a chance ao inimigo para tomar posse de suas emoções”. Precisamos reconhecer o inimigo, a desconfiança pode ser um fardo terrível no matrimônio.

Uma vez um casal veio até mim, parecia um bom casal, mas tinham muita desconfiança mesmo amando um ao outro. O rapaz não deixava a esposa sair para nada, se a visse na janela do apartamento e ao mesmo tempo passasse um homem e ela o olhasse por um acaso, o esposo observando isso começa a brigar, gritando: “Você ama ele. Eu vou bater nele”. Ele gritava tanto que os vizinhos já sabiam, e isso era um problema constante. Quando me contou isso, ele mesmo não sabia o que acontecia, e perguntei: “Você quer ser liberto desta desconfiança?” – Ele ainda disse que sabia que ela era uma santa, mas não sabia o porquê de tanta desconfiança dela -. Fui falar a sós com ele e pedi ao Espírito Santo o que deveria perguntá-lo. Perguntei como era o relacionamento com sua mãe e ele disse que a amava muito, mas quando ele tinha 4 anos, via a mãe tendo relações sexuais com outro homem que não era o pai dele. Ele dizia que a amava, mas não conseguia aceitar o que ela tinha feito. Ele estava transferindo o que sentiu com sua mãe à sua esposa. “Minha mãe que era a melhor mulher do mundo, traiu meu pai, imagina minha esposa que é tão boa como minha mãe pode fazer coisa ainda pior”. Esta era a causa da desconfiança de sua esposa. Orei pela cura do relacionamento com sua mãe e pelo seu relacionamento. Depois continuaram juntos e foi lindo e perfeito o relacionamento deles. Louvemos ao Senhor!

O inimigo pode afetar nosso corpo, até mesmo dos jovens e crianças. Muitas vezes as pessoas têm doenças que não há cura médica. Uma vez uma mãe trouxe seu pequeno filho para oração, ele tinha 4 anos. Perguntei qual era o seu problema, ela disse ele não estava urinando, e perguntei: “Você quer que eu reze por isso?” Normalmente digo para ir ao médico, mas rezei pelo filho dela. Fiz uma oração bem curta e tinha certeza que a minha oração iria ser atendida e pedi para que levassem ao banheiro. Depois ela veio me dizer que ele urinou tanto que estava curado. É o efeito da oração.

'Precisamos entender que só temos um único inimigo que é satanás'
Foto: Robson Siqueira

Também existem doenças que não tem solução médica, e ás vezes precisa de uma boa oração de cura. Precisamos compreender de onde vem este mal que nos ataca, pode vir da nossa árvore genealógica, muitas vezes, quando isso acontece é devido a um aborto de nossos ancestrais. Como no caso de uma família em que uma jovem tinha muitos problemas, percebi que a mãe tinha tentado abortá-la. Esta jovem tinha se casado e tinha um filho pequeno que ficou doente mental, e apesar de toda oração não havia melhora, e sua mãe que parecia uma boa mãe. Rezei com maior freqüência e não havia sucesso. Era uma família muito boa da renovação, e Érica como é boa mulher, confirmava que talvez tivesse sido um aborto na família. Depois quando orava, ela dizia: “Não me mate mamãe, não me mate mamãe”. Isso confirmava que era um aborto. Perguntei a ela se havia tentado abortar e ela não sabia, perguntou à mulher que trabalhava com ela e a empregada disse que como poderia pensar uma coisa dessas de sua mãe. Ela explicou da necessidade dessa verdade para cura e felicidade de sua família, e a mulher confirmou que nos nove meses a mãe tinha tentado matá-la. A jovem sempre achou que a mãe não gostava dela, apesar de ser muito boa, e depois que ela nasceu, a mãe dela concebeu novamente e tentou abortar de novo, e o seu irmão foi abortado, colocado no jornal e jogado no lixo. Assim que rezei por isso ela, ela e seu filho foram totalmente libertos. Talvez ela não tivesse encontrado solução em nenhum outro lugar, mas estava liberta, depois melhorou em tudo. Ela viajou por toda a Índia, pois antes tinha medo de tudo, não fazia nada, tinha até medo de conversar com as pessoas, agora estava livre, pela libertação do Senhor.

Infelizmente os ataques podem chegar aos matrimônios, ou pessoas próximas e especialmente as pessoas que tem inveja. Especialmente as famílias boas, as pessoas amaldiçoam para não terem filhos. Conheço várias histórias de famílias. Havia uma pessoa num famoso hospital em Bombaim, o marido veio me ver e pediu para que rezasse para sua mulher que estava no hospital. Ela estava doente na cama há duas semanas e no desespero ele foi até os espíritas e conseguiu amuletos e colocou debaixo do travesseiro onde ela estava dormindo. Ele percebeu que tinha feito algo errado, pedi a ele que pegassem os amuletos e jogassem no mar, e somente então que eu iria vê-la e fui rezar por ela. Estava deitada na cama e não conseguia nem caminhar,  até os médicos mais famosos não conseguiam diagnosticar, e o servente disse a ela que nenhum médico iria curá-la que era o resultado de uma maldição, é melhor chamar um padre para que reze por você e ficou claro que assim que orei por ela,  ela me falou tudo o que tinha acontecido, que uma colega de trabalho havia a amaldiçoado. E depois de uma hora que estava rezando ela começou a andar e recebeu alta do hospital. Fico pensando como que o mal pôde entrar nela? Tinham dado um copo de refrigerante de laranja em uma festa de aniversário, quando ela me contou rezei novamente, e foi ela completamente liberta. A mulher disse: ‘Eu estava morta e agora estou viva’. Louvado seja o nosso Senhor!

Nós temos esta possibilidade para cairmos no mal se formos buscar solução em qualquer lugar. Até mesmo nos expor a certas músicas que nos prejudicam, pois são satânicas. Já fiquei sabendo de pessoas que ouvem e são possessas ouvindo este tipo de música. Ou se vai a qualquer curador, desta forma nos expomos ao mal até a segunda geração. O mal vai usar todos os meios de comunicação para nos atingir. É comum se contaminar através da comida e da bebida e precisamos abençoar todas as coisas que ingerimos. Poderemos também nos contaminar através de e-mail, telefone, presente, objetos religiosos, não aceite nada se não souber de onde vem.

Um exemplo, uma vez que estava rezando por um caso e perguntei ao demônio qual era o nome dele e em inglês, e a pessoa que nunca soube falar em inglês me respondeu: “Você me conhece muito bem, nós temos nos encontrado muito até mesmo no Brasil”.

Precisamos entender que só temos um único inimigo que é satanás. O papa Paulo VI nos disse que a maior necessidade da Igreja é saber como se proteger de satanás. O mundo jaz pelo domínio de satanás querendo destruir os casamentos, o que comemos e ganhamos das pessoas, assim como crucifixos ou objetos religiosos como velas, ou até estátuas, é fundamental que sejam abençoados pelo padre.

Jesus nos disse: “Não tenhais medo”. A mulher Maria, a mãe de Jesus e da Igreja já esmagou a cabeça da serpente sobre seus pés. Amém!

Transcrição: Eliziane Alves


Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600

Padre Rufus Pereira


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo