Vocação fundamental: a santidade

Pe Ademir
Foto: Maria Andrea
Todos nós somos chamados à vocação. Não devemos pensar apenas no chamado que sacerdotes, freiras ou missionários recebem, pois essas pessoas receberam uma vocação particular, mas todos nós somos chamados para algo.

Muitos de nós temos ânsia de encontrar o caminho que nos é predestinado, porém, muitas vezes, nos assustamos e temos medo de assumir esse compromisso, quando ele é posto diante de nós.

O mês vocacional quer trazer à consciência de cada um dos cristãos o porquê de ele estar presente no mundo, qual sua missão nessa jornada. A Igreja nos leva a pensar no que é essencial em nossa vida, pois todo ser humano, por si só, é um ser vocacionado. Não existe cristão sem vocação.

Antes mesmo da criação do mundo, nós fomos escolhidos por Deus, não somos frutos do acaso. Somos o reflexo do amor de Deus Pai e, para tal, Ele nos deu uma missão: sermos santos e irrepreensíveis ao Seu olhar de amor.

Muitos nem ao menos querem existir. Mas Deus deseja nossa existência, assim como a abundância de alegria, felicidade e realizações. O Senhor nos deu a primeira vocação: a de sermos santos. Por isso, quando pensar que você não tem dom para nada, que não se sente à vontade em lugar algum, lembre-se: Deus o chamou a ser santo antes mesmo do seu nascimento.

Por isso, quando falamos em vocação, não devemos pensar somente em vocações particulares. Precisamos entender e, principalmente, viver de acordo com o chamado de Deus para nós. Esse chamado é mais do que motivação para sermos cristãos melhores e cheios de Cristo em nós.

Independentemente de nosso chamado, é preciso viver a vocação fundamental, pois mesmo eu, que fui chamado ao sacerdócio, preciso viver esse chamado. Porque de nada valerão minhas realizações aqui na terra se não viver a santidade que Deus nos proporciona.

"Não existe cristão sem vocação."
Foto: Maria Andrea

Não podemos viver apenas na aparência de cristãos. A vida de uma pessoa deve ser tão santa em seu lar como é diante das demais pessoas. Devemos viver o que pregamos, e não deixar que sejam palavras pronunciadas ao vento.

O homem, que é vocacionado à comunhão com Deus, encontra a plenitude do relacionamento com o Senhor. É isso que traz a dignidade para o ser humano. Ao vivermos nossa vocação em plenitude, estamos sendo reconhecidos por Deus e atendendo ao chamado d'Ele.

Muitos de nós só temos o título de cristãos, mas não somos capazes de viver aquilo que deveríamos; recebemos o chamado de Deus, mas não somos capazes de respondê-lo, nos amedrontamos diante desse compromisso.

Deus nos chama à Sua companhia. Ele nos chama para a convivência, para segui-Lo. Cabe a nós a decisão de nos entregarmos e sermos de Cristo, porque, só vivendo em comunhão com Deus, é que estaremos prontos para receber o chamado particular.

Portanto, jamais diga que não foi escolhido para nada, que você não tem vocação. Deus o amou primeiro, antes mesmo da sua concepção e, graças a isso, Ele o escolheu para caminhar ao lado d'Ele, o chamou para viver plenamente sua vida. Você é chamado para a graça de Deus, para isso, só precisa ter coragem de aceitar sua vocação fundamental.


Padre Ademir Pereira


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo