A verdadeira paz só Cristo pode nos dar

Jesus, o príncipe da paz, diz que Ele traz a verdadeira paz

AverdadeirapazsoCristopodenosdar

Padre Anderson Marçal. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Estamos vivendo um tempo em que deveríamos nos incomodar muito com tudo que está acontecendo. Todas essas catástrofes, guerras que acontecem, deviam nos incomodar no sentido de nos dar uma sensibilidade para criarmos a paz.

O Evangelho começa assim: “quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: “Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz!” (Lucas 19,41). Da mesma forma que Jesus chorou naquele tempo por Jerusalém, porque o povo não tinha compreendido quem era realmente o príncipe da paz, será que Ele não continua chorando? Ao ver tudo que aconteceu em Minas Gerais, na França e em várias partes do mundo, tudo que está acontecendo e tem tirado a paz, será que Jesus não tem chorado?

As situações deveriam nos incomodar e não causar reivindicações de direitos, porque enquanto reivindicamos, estamos perdendo a oportunidade de dobrar os joelhos e pedir a Jesus, que é o príncipe da paz, que traga a paz. Prestemos atenção, claro que há os que se sentem agredidos porque a mídia se voltou para a França, como também aqueles que dizem: “não é comigo, não estou nem aí”!, será que Jesus não está chorando por tudo isso?

Jesus, o príncipe da paz, diz que Ele traz, verdadeiramente a paz, mas as pessoas não estão entendendo. Ele é Aquele que traz a paz, mas as pessoas não estão buscando. Você pode buscar a sua paz naquele que é o príncipe da paz!

Não se deve usar dos sofrimentos dos outros para se autopromover e não faríamos isso se soubéssemos quem traz essa verdadeira paz. O que é que nos impede de estarmos com os olhos fixos em Jesus?

Se conhecêssemos a bíblia, saberíamos que Ele já disse que anteciparia o fim, e não é o fim do mundo, mas o fim deste reinado que não é totalmente o reino de Deus. Há um príncipe deste mundo, Jesus, que quer reinar em nosso coração.

Se algo te incomoda, não tenha medo de tirar, se o que está te incomodando não vem de Deus. Ele também nos incomoda, mas porque Ele quer nos dar a verdadeira paz.

Na primeira leitura lemos: “Tomando a palavra, os delegados do rei dirigiram-se a Matatias, dizendo: “Tu és um chefe de fama e prestígio na cidade, apoiado por filhos e irmãos. Sê o primeiro a aproximar-te e executa a ordem do rei, como fizeram todas as nações, os homens de Judá e os que ficaram em Jerusalém. Tu e teus filhos sereis contados entre os amigos do rei. E sereis honrados, tu e teus filhos, com prata e ouro e numerosos presentes”. (1 Macabeus 2, 17-18)

A_verdadeirapazsoCristopodenosdar

“Quando vendo a minha identidade cristã, fico sem paz.” (padre Anderson). Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Queriam que Matatias negasse sua identidade

Da mesma forma que queriam enganá-lo querem, também, nos enganar. Querem nos tirar a paz que significa arrancar de nós aquilo em que acreditamos, arrancar a nossa profissão de fé. Queriam violentar a consciência de Matatias e assim tirar a sua paz, oferecendo uma falsa paz que passa. Mas, a paz que vem de Jesus não passa.

O que nos tira a paz é roubarem a nossa identidade, violentando a nossa consciência, dizendo que todos os outros estão fazendo, e temos que fazer também. É dizer que você é quadrado por buscar a Igreja. E nos comparam aos outros e nos oferecem de tudo para roubarem a nossa identidade cristã. Oferecem uma vida sem sofrimentos, que é mentira! Mas, o sofrimento faz parte da vida humana.

Não podemos aceitar, aderir às coisas fáceis que nos oferecem, como Matatias não aceitou! Somos cristãos e um cristão segue aquilo que ele faz, o meu agir deve dizer daquilo que eu sou. Por isso, o meu agir prova a minha identidade. Quando vendo a minha identidade cristã, fico sem paz. Quando nos oferecem “mundos e fundos” vamos como cordeirinhos ao matadouro, tudo isso nos tira a paz.

O que pode nos trazer a paz? A Palavra nos diz: “Não atenderemos às ordens do rei e não nos desviaremos de nossa religião nem para a direita nem para a esquerda” (1 Macabeus 2, 22). Para agir como Matatias, é preciso conhecer aquilo que creio. Você quer ter paz? Conheça o Deus que você crê, queira fazer uma experiência com Deus! Deus nos promete vida em abundância, a vida eterna. Muitos católicos se deixam vender por muitas “propostinhas” por aí, porque não conhecem aquilo em que acreditam. Se você quer ter paz, não desvie nem para a direita, nem para a esquerda, mas para isso você precisa conhecer o que você crê.

Matatias abandonou tudo que possuía, porque ele levava no coração o verdadeiro tesouro que não passa. O que eu tenho, bens, sentimentos, que estão entre mim e Deus? Que coisas eu quero adquirir, sonhos, que se colocam entre mim e Deus, me separando Dele? Para termos paz é preciso ter a coragem de abandonar tudo aquilo que nos separa de Deus.

Deus está nos visitando com todas as calamidades que estão acontecendo, nos visita porque está nos alertando e dizendo que não são as brigas, guerras, reivindicações que trazem paz. É visita de Deus, também, quando o sofrimento bate à nossa porta, porque Ele não prometeu que iria nos tirar o sofrimento, mas prometeu estar conosco até o fim dos tempos.

Padre Anderson Marçal – Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Míriam Bernardes

contribuicaocn1

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo