Amar, o segredo para a santidade

Diácono Fábio Camargos. Foto: Daniel Mafra.  Mafra/cancaonova.com

Diácono Fábio Camargos. Foto: Daniel  Mafra/cancaonova.com

Deus espera de cada um de nós disposição para que sejamos combatentes no amor.

A Palavra de Deus, em I João 4, 16-21, mostra-nos: “Nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem para conosco. Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele. Nisto é perfeito em nós o amor: que tenhamos confiança no dia do julgamento, pois, como ele é, assim também nós o somos neste mundo. No amor não há temor. Antes, o perfeito amor lança fora o temor, porque o temor envolve castigo, e quem teme não é perfeito no amor. Mas amamos, porque Deus nos amou primeiro. Se alguém disser: Amo a Deus, mas odeia seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê. Temos de Deus este mandamento: o que amar a Deus, ame também a seu irmão”.

Nós cristãos precisamos reconhecer e viver de acordo com a verdade que nos foi revelada na pessoa de Jesus: Deus é amor! Esta verdade revelada por São João mostra-nos a experiência pessoal dele com o Pai. A relação de João com o Senhor não é simplesmente afetiva, mas acontece porque o apóstolo ouve as Palavras de Jesus, que eram ditas à multidão. João sempre esteve perto de Cristo, olhando tudo o que Ele fazia.

Seremos conclamados a ser proclamadores da Palavra para os demais. Você pode fazer uma grande experiência de amor com Deus!

“Depois veio o anjo do Senhor e sentou-se debaixo do terebinto de Efra, que pertencia a Joás, da família de Abieser. Gedeão, seu filho, estava limpando o trigo no lagar, para escondê-lo dos madianitas. O anjo do Senhor apareceu-lhe e disse-lhe: O Senhor está contigo, valente guerreiro! Gedeão respondeu: Ah, meu senhor, se o Senhor está conosco, por que nos vieram todos esses males? Onde estão aqueles prodígios que nos contaram nossos pais, dizendo: o Senhor fez-nos verdadeiramente sair do Egito? Agora o Senhor abandonou-nos e entregou-nos nas mãos dos madianitas” (Juízes 6, 11-13).

Escutamos tantas histórias de pessoas que receberam curas de Deus, mas chegamos a pensar, muitas vezes, que Ele se esquece de nós. Na Palavra acima, Gedeão nos ensina que precisamos fazer uma experiência de amor com o Pai, um encontro pessoal com Ele. O mundo moderno precisa de uma catequese que nos mostre o Senhor como o rosto do mundo, com quem precisamos ter um encontro pessoal.

"O amor de Deus é grande, é forte, é poderoso e pode tudo!", afirma Diácono Fábio Camargos. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com.

“O amor de Deus é grande, forte e poderoso. Ele tudo pode!”, afirma diácono Fábio Camargos. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com.

Há um tempo, Deus está querendo nos dar a graça, mas não a percebemos. Ele quer nos dizer que a nossa vocação é muito importante, não importa se os “madianitas” tentaram acabar com a nossa vida, com o nosso casamento, com os filhos que estão nas drogas, com a família desunida. A nossa vida é importante para Deus! Não pensemos que ela está acabada por causa dessa situação difícil. O Senhor nos faz passar por tribulações para que cheguemos ao que realmente merecemos, o céu. Lá, você vai perceber que valeu a pena passar por todos os problemas!

Não tenha medo de sofrer para refazer o seu casamento, lutar pela sua própria dignidade. Não tenha medo de tirar seu filho das drogas, não tenha medo de ser um combatente no amor, pois Aquele que salvou o mundo está ao seu lado e Ele pode tudo!

O amor de Deus é grande, forte e poderoso. Ele tudo pode! A nossa proteção está no Senhor do Universo, Aquele que fez o céu e a terra. Ainda que tenhamos de passar por dificuldades, todos os dias somos entregues Àquele que morreu por nós. Sabemos que podemos ser afligidos, mas derrotados não! Estamos com Deus, Ele sabe do que precisamos!

Não pense que o Senhor lhe dará tudo, porque tudo que recebemos d’Ele é de graça. Deus não espera nada em troca, mas nos quer totalmente entregues a Ele.

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida.


Padre Fábio Camargos


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo