Se não tiver amor, de nada adiantará

Deixa-se ser amado por Deus e por aqueles que o amam com a pureza

Se não tiver amor de nada adiantara

Padre Rafael Solano. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

O amor é dom de Deus em nossa vida. Tudo passará, mas o amor permanecerá para sempre!

Vamos descobrir, hoje, a beleza dos textos bíblicos de São Paulo e São João. Nesta Quinta-feira de Adoração, o amor se faz presente, então, coloque nas mãos de Deus o amor que você tem recebido ao longo de sua vida, porque este não se compra nem se vende. O amor não é uma poupança; ele tem uma fonte única, que é Deus, o qual é loucamente apaixonado por nós. Sintamos esse amor que nos sustenta.

Quando Paulo escreveu a Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 13, a fez de forma quase apaixonada. Nós temos tudo e não nos falta nada, mas para muitos falta o amor. Em muitos corações, o amor continua batendo, mas em outros há uma grande deficiência, pois não experimentaram o amor de Deus.

É gravíssimo passar pelo mundo sem amar e sem ser amado. Nós podemos ter tudo, mas se não tivermos amor, nada seremos. A experiência do amor mexe com a nossa história.

Como é difícil sentir-se rejeitado, perceber que as pessoas não nos aceitam como somos! Muitas pessoas lutam para ser amadas, mas sempre são rejeitadas. Há muitas pessoas que estão na porta do coração de alguém e não recebem o amor, por isso ficam mendigando. Muitas pessoas passam a vida tentando encontrar a pessoa certa, mas o amor humano é limitado. Para vivenciar o amor é preciso estar perto de quem se ama.

Você já se deixou ser amado por Deus? Todos os outros amores mudam quando experimentamos esse amor.

O amor não é orgulhoso

O amor é paciente e nós precisamos saber esperar. O amor impaciente está acabando com a nossa vida. O amor não é ciumento, porque este sentimento acaba com o amor divino. O amor não tem preço, mas sim nome de pessoa.

Peregrinos participam de quinta-feira de adoração na Canção Nova e participam de pregação que fale sobre a importância de sentirmos amados. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na Canção Nova e participam de pregação que fale sobre a importância de nos sentirmos amados. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Há muitas pessoas possessivas, e isso destrói o amor. Basta que este seja simples para ser completo.

Creio que o amor está acabando por causa da impureza, pois se confunde com o sexo. Assim, muitos de nossos adolescentes não aprendem a amar. Paulo dirá fortemente que o amor tem de ser motivo de santidade para pessoas que têm a coragem de vivê-lo de forma pura. Quando vivemos um amor puro, devemos olhar para quem amamos com um olhar de pureza. A linguagem nos torna impuros, assim precisamos trabalhar para que a pureza volte para a nossa vida. São João nos diz para praticarmos a caridade, um amor que vem de Deus.

Olhar, pensar e falar são os caminhos para viver a pureza do amor

Há um amor que é muito exigente, que é o amor aos inimigos. João nos coloca como desafio amarmos uns aos outros. Se o amor vem de Deus, temos de amar a todos, até os nosso inimigos.

Quando o amor é puro, ele caminha para viver a experiência de Jesus. Quando é impuro, nunca é verdadeiro. Devemos aprender a praticar o amor com as pessoas que amamos e com aqueles que precisamos amar muito mais.

O amor não é uma obrigação, mas uma liberdade. O amor nos torna capazes de olhar para quem está ao nosso lado e para os que estão invisíveis. Há pessoas que são incapazes de olhar para o outro e partilhar. Pessoas assim estão precisando abrir-se urgentemente para o amor.

Como está nosso amor para com as pessoas que convivem conosco? O que adianta ter uma casa bonita, se somos incapazes de amar? O amor não é apenas um pensamento, mas representado nos atos. Porque eu amo, eu perdoo e acolho, e mesmo se você não me ama, eu o amo.

Deixe-se se amar pelo amor maior de todos, que é o amor de Deus. O Senhor não se cansa de nos amar. Não há temor no amor!

Devemos nos deixar amar por Deus como Ele quiser e quando quiser. Estamos no Ano da Misericórdia, portanto, façamos um gesto de misericórdia.

Como é bom harmonizar a nossa vida interior! Coloquemos em oração o amor que sentimos e vivemos.

Transcrição e adaptação: Alessandra Borges


Padre Rafael Solano


Sacerdote da arquidiocese de Londrina -PR

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo