Eu e a Igreja

Não permita que ninguém tire o seu ser Igreja

Padre Anderson Gomes
Foto: Paula Dizaró/cancaonova.com

Mc. 5, 35

Muitas vezes, passamos por situações como esta: temos visto muitos filhos em situações de “morte”.  Nesse sentido, nos perguntamos: “Quais são as pistas que eu posso dar, para que meus filhos possam se levantar?; Como eu posso fazer o meu filho se levantar?; Como posso fazer o meu filho vir para o seio da Igreja?”.

A pedagogia de Deus

Há um momento em que você percebe que seu filho não está mais sob seu controle, você que teve uma vida inteira de doação a ele. E, com Deus, também é assim: Ele nos fez, nos criou, nos capacitou e a maioria dos filhos d’Ele querem ser independente.

E como fazer? Deus não usa de artifícios miraculosos para atrair os filhos d’Ele. Ele poderia fazer sinais grandiosos, mas iriam amá-Lo, adorá-Lo pelo que Ele fez, e não pelo que Ele é. Ele quer ser amado por TUDO que é!

Nós, muitas vezes, queremos fazer as pessoas nos amarem por aquilo que fazemos e não pelo que somos. Deus não!

Mães, quando nós buscarmos conhecer a Deus, saberemos como ser mãe e pai.

Como fazer que nossos filhos se levantem?

Jesus foi até o lugar – Ele chamou consigo Pedro, Tiago e João. Tinha coisas que Jesus só fazia com os três. Observemos que, Jesus levou consigo três, então, que sirva de exemplo para nós: não faça sozinha, orem juntas, mães! Formem grupos cada vez maiores. Devemos estar juntos em comunidade, quanto mais nos unirmos, mais nos fortalecemos. Deus quer que nos tornemos uma comunidade orante!

Confira o álbum de fotos do Encontro Mães que Oram pelos Filhos

Igreja doméstica

Depois que Jesus se juntou com os três, Ele foi até a casa: a Igreja nos ensina que a nossa casa é a Igreja doméstica.

Eu aprendi em casa a obediência; se eu não tenho uma obediência boa com a Igreja, eu não vou saber educar a Igreja doméstica. Eu tenho que conhecer a Igreja que Jesus Cristo fundou. Preciso aprender com a Igreja esta autoridade: educar os filhos; aprender com a Igreja a sermos nós. Fora da Igreja nós nos perdemos, é a Igreja que nos salva de nós mesmos.

“Mãe, sua meta precisa ser ir para a Igreja e ir feliz! Não permita que ninguém tire o seu ser Igreja, porque você não ressuscitará o seu filho longe da Igreja e longe da comunidade. A missão do movimento das ‘Mães que Oram pelos Filhos’, é a de trazer à tona: a alegria da vida da comunidade e da Igreja”

Não deixe de amar, não deixe de ser Igreja! Só amando, saberemos lidar com os filhos. E só ensina a amar Aquele que é o amor.

Sejamos Igreja cada vez mais!

Assista um trecho da pregação:

Leia Também:
.:É tempo de fazer o novo
.:Eu e meu filho

Transcrição e adaptação: Thatiane Kédma

 

 


Padre Anderson Gomes


Diretor Espiritual da RCC e Coordenador de Pastoral na Arquidiocese de Vitória – ES

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo