Canção Nova, um celeiro de evangelização

Dunga
Foto: Maria Andrea/cancaonova.com

Quando um grande servo de Deus, como o monsenhor Jonas Abib, teve que se afastar de sua missão, por motivos médicos, todos os outros consagrados se uniram, para que, juntos, pudessem dar continuidade à evangelização.

A Canção Nova, durante todo o ano, promove os encontros de evangelização, nos quais vem uma grande multidão para participar, como por exemplo o "Hosana Brasil". Mas, já no fim do ano, ela também promove estes encontros pequenos, que geram mais intimidade, como este em comemoração ao aniversário do seu fundador, monsenhor Jonas Abib. Estes pequenos encontros nos oferecem mais intimidade entre nós. Neles, os membros, que aqui estão, falam mais de si e das experiências que cada fez com este carisma.

Hoje, você está ouvindo e vendo a Canção Nova de uma forma diferente, talvez como você nunca a tenha visto, mas nesta pregação, cujo tema é “Canção Nova, um celeiro de evangelização,” é isso mesmo, somos um grande celeiro de evangelização. Como um celeiro normal, onde se armazena tudo o que é produzido.

A Canção Nova possui no Brasil e no mundo várias frentes de missão e cada uma delas também é um celeiro de evangelização, bem como a TV, a rádio e a internet. Mas, irmãos, saibam que, além dessas estruturas, temos os missionários, os quais, cada um a seu tempo, chegaram à comunidade.

Em uma das Cartas de São Paulo, Fl 3, 4-16, ele fala o seguinte: “No entanto, eu poderia confiar também na carne. Se há quem julgue ter motivos humanos para se gloriar, maiores os possuo eu: circuncidado ao oitavo dia, da raça de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu e filho de hebreus. Quanto à lei, fariseu; quanto ao zelo, perseguidor da Igreja; quanto à justiça legal, declaradamente irrepreensível”. Sabemos muito bem que Paulo, de perseguidor que era, se tornou um pregador do Evangelho. Quantos de nós somos como o apóstolo antes da conversão, perseguimos aqueles que querem seguir a Jesus Cristo e zombamos deles. Muitos se converteram a partir de um testemunho de alguém.

O desejo do coração do monsenhor Jonas é que cada um de nós faça uma experiência com Deus, pois nada que existe supera tal experiência. Seja quem você for, rico ou pobre, uma vez que experimenta o amor de Jesus Cristo, você é transformado! Eu, por exemplo, vim de uma família humilde, lá na minha casa, Deus teve um olhar sobre mim, assim como Ele tem por você! Meu irmão, o seu amor por Deus é único, assim como é o d'Ele por você o é, pois ninguém é capaz de amá-Lo do jeito que você O ama, nem do jeito que Ele o ama!

"Saia do comodismo! Não importa a que ponto você chegou, o que importa é você seguir decididamente!", exorta Dunga
Foto: Maria Andrea/cancaonova.com


No dia de hoje, a Canção Nova o convida a somar a sua história conosco. Por mais sofrida que ela seja, a sua história é linda, pois a conquista que Ele tem feito em você é maravilhosa. A Canção Nova tem sido instrumento de Deus para que muitas pessoas se encontrem com Jesus; por intermédio dela muitos choram e se convertem.

Eu tive meu encontro pessoal com o Senhor aos 18 anos, quando, drogado, entrei em uma igreja quando estava acontecendo um grupo de oração. Lá tive a minha primeira experiência com Jesus.

Já em comunidade assumo como, meus irmãos, a responsabilidade de evangelizar, pois aprendemos, com o nosso fundador, que não podemos ficar parados no pecado, mas somos chamados a uma vida nova! Nós "nos atiramos" para a evangelização. Você também é chamado a "se atirar" em busca de uma vida nova! Saia do comodismo! Não importa a que ponto você chegou, o que importa é você seguir decididamente. Esta é a postura do padre Jonas, que completa 77 anos, é a postura de quem não se acomodou.

Você está na pior? Vive numa situação difícil? Não importa o ponto a que você chegou, porque, na maioria das vezes, Deus chega em nossas vidas quando estamos "no fundo do poço". O Senhor quer pegá-lo pela mão!

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo