Maria, modelo aos artistas

Padre Fabrício
Foto: Clarissa Oliveira

Assim como foi se desgastando o valor da palavra amor, a ponto do nosso Papa escrever uma encíclica sobre este assunto para resgatar o valor dessa palavra. Um acampamento para artistas, quer ser antidoto para o esvaziamento com que se tem aplicado palavra artista. Nós modernos fomos reduzindo a um personagem, alguém que representa, que sobe no palco com luzes e microfones e depois vivi algo diferente. Fomos comercializando o conceito da palavra artista, quando pensamos que sinônimo de artista é quem tem fama e dinheiro, mudamos quando fomos prostituindo a arte e aqueles que fazem a arte. Reduzimos a um produto e ai vale de tudo para vender a minha arte, realidade de hoje.

Mas nós queremos recuperar a sacralidade que a arte tem. A arte nunca perdeu a sacralidade, o que foi perdido foi a consciência dos homens e mulheres, que toda arte revela o sagrado, o que falta são olhos, sensibilidade e coração, o que falta é a perícia que os homens tem de reconhecer os rastros que o sagrado deixa por trás de cada arte.

Nós queremos recuperar por isso o tema do acampamento para artistas “em ordem de batalha” . Porque é ter a consciência que uma batalha precisa ser travada. Ajudar a recuperar nossos irmãos artistas que desacreditaram do seu ministério. Artista é todo aquele que desempenha uma tarefa ou missão com beleza e maestria. E acrescento com unção.

O que diferencia nossa arte de evangelizar de um artista que sobe no palco é a maestria com que evangelizamos. Nossa arte passa pela artista que fez bem todas as coisas, Jesus Cristo. O mesmo empenho que Jesus falava para os 12, ele falava para uma multidão. O artista não se vende pela quantidade da plateia, ele se empenha pelo valor da arte que se comunica. Por isso um padre não espera ver quantas pessoas tem na plateia para dar o melhor, porque acredita na beleza daquele que comunica. É essa arte que este acampamento quer resgatar, nos que são portadores de um dom, e possuem a capacidade de transmitir o sagrado, mas não sabem o valor do dom que tem.

Precisamos ter coragem de acreditarmos no nosso dom, para acreditar que nossa música, pregação tem a força de uma bomba, para destruir o pecado, porque foi comunicado aquele que é o artista por excelência. Confiado na sua arte explodir toda estrutura do pecado, o que o PHN tem feito? O que a Canção Nova tem feito, senão ser destruir as estruturas do pecado?

Quem reconhece que Deus está entre nós, é capaz de reconhecer através de uma florzinha a arte da criação. E capaz de ligar a TV assistir um show e vendo que mais do que o artista, ver o Deus através do artista.

Enquanto a nossa evangelização de artista, se aplicar em copiar a arte secular, nossas apresentações não passarão de mera pirataria, e perderá a autenticidade. Buscar aprender técnicas, formas novas e modernas, isso é inteligência, burrice é não assumir essas técnicas, mas copiar as coisas do mundo, isto é pirataria, é contaminar o sagrado, piratas da evangelização.

Os nossos modelos não estão nas bandas seculares, estão no evangelho. Nossos modelos podem ser encontrados no simples abrir do evangelho.

Hoje eu trago um modelo, uma artista que soube evangelizar, fazer bem todas as coisas, aquela que soube trabalhar com os dons que recebeu, com originalidade, a Virgem Maria. Ela que deu um show na anunciação, nas Bodas de Cana, mas ela realizou um show maravilhoso quando chegou na casa de Isabel, foi um grande espetáculo, um grande modelo de quem realiza com beleza, maestria e unção.

'Os nossos modelos não estão nas bandas seculares, estão no Evangelho', exorta Padre Fabrício
Foto: Clarissa Oliveira

Isto é uma arte cristã, uma evangelização pura. Artistas cristãos comecem a se espelhar neste grande show que ela [Maria] deu na sagrada escritura e eu duvido que sua evangelização, não irá produzir frutos “Ela entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou de alegria em seu ventre, e Isabel ficou repleta do Espírito Santo.” A primeira coisa que esse modelo fez, foi saudar Isabel. Aqui faz inveja a qualquer animador, imagina, como seria se apenas como uma simples saudação, comunicasse o Espírito Santo. Uma simples saudação promoveu a Experiência do Espírito.

“Com voz forte, ela exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como mereço que a mãe do meu Senhor venha me visitar? Logo que a tua saudação ressoou nos meus ouvidos, o menino pulou de alegria no meu ventre.” (Lc 1,42-44) O que ressoou nos nossos ouvidos? A música, se acreditarmos na arte que nos foi dada, as pessoas ficaram cheias do Espírito. Mas se nós começarmos a copiar a arte secular correremos o risco, de não ficar conhecido como a Virgem Maria, sem dizer nada. Se continuarmos a piratear teremos que nos identificar como show católico, pois as pessoas não conseguirão perceber a unção.

Já vi muitas pregações falando como um artista perseverar no sofrimentos, mas o grande perigo não está nas humilhações e sim nos elogios. E quando se realiza com beleza maestria os elogios vem, mas precisamos aprender com Nossa Senhora como acolher aos elogios. Veja como Maria reage aos elogios: “Maria então disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador” (Lc 1,46-47) o verdadeiro artista, sabe engradecer o Senhor com os elogios que recebem, o falso pregador, se engradece com os elogios e se perde. A virgem maria sabe apontar a fonte, porque olhou para humildade de sua serva, porque o poderoso fez em sim, ela reconhece quem fez, dispersou os que tem planos orgulhosas, quantas pessoas se orgulham porque tem feito muito.

“porque ele olhou para a humildade de sua serva. Todas as gerações, de agora em diante, me chamarão feliz, porque o Poderoso fez para mim coisas grandiosas. O seu nome é santo”(Lc 1,48-49) Veja como ela reage ao elogios, ela reconhece que o poder não vem dela.

“e sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os que tem planos orgulhosos no coração.”(Lc 1,50-51) Quanta gente se orgulhou porque fez muito e foi dispersado.

“Acolheu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,” (Lc 1, 54) O bom artista, lembra que só é artista por misericórdia.

O que falta nas nossa pregações é consciência do que enche nossa arte de unção é o que está cheio nosso coração.


Artistas não vendam seu ministério, patrocinador nenhum pode pagar o valor do seu dom.
Ser um bom cristão é arte. O desafio que é você saia desse acampamento repleto, grávidos da arte que vem do céu. Existe uma arte do céu, que é capaz de reconhecer o rastro do sagrado.

 

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

 

Veja também:
:: Divulgue sua paróquia na Canção Nova
:: Conheça o conteúdo Canção Nova disponível no iPhone

:: Faça parte do grupo "Eu acesso o cancaonova.com"
:: Escolha um canal e acompanhe a CN on line


Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova
e retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.

Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600


Padre Fabrício Andrade


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo