Fé, um exercício contínuo

Padre Fábio Camargos
Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Ter continua fé em Deus é permitir que Ele reine em nós.

A fé é um dom que nos é dado por Deus, um presente. Enquanto dom, essa virtude do Senhor também é uma tarefa.

Davi foi um homem escolhido por Deus para ser um rei, e ele reinou sobre as 12 tribos. Nesse reinado, Davi voltou seus olhos para aquela que viria a ser a cidade de Jerusalém, sendo prometida a ele por Deus.

Jerusalém era dominada pelos Jebuseus, povo que nenhum governante antes de Davi pôde expulsar. Eles subestimaram Davi, mas este, usando de estratégia, evitou as fortes muralhas da cidade e sua posição geográfica privilegiada. Neste ponto, vemos a inspiração do Espírito Santo na vida de Davi.

Jesus, da linhagem de Davi, é o nosso Rei, que se fez carne e, usando de estratégia, alcançou-nos, evitando as muralhas do pecado e da dureza de coração! Assim como Davi, Jesus também entrou em Jerusalém, não por um poço, mas pelas portas da cidade.

Cristo também foi subestimado pela cidade, mas não teria entrado na cidade se as portas não estiverem abertas, pois ele é Rei. Se nós quisermos que Ele entre em nossa vida, temos de nos dispor.

Se quisermos que, a exemplo de Davi, que foi rei sobre Jerusalém, Jesus seja sobre as nossas vida, temos de abrir mão das nossas defesas, do nosso querer, e deixar a vontade d’Ele reinar sobre nossa vida, abrindo os portões dos nosso coração.

Vamos abrir para Ele as portas dos nosso coração, humilhando-nos para que Ele nos exalte, submetendo-nos, para que ele reine em nossa vida.

Leia mais:
:: Aplicando a fé
:: Não vale a pena voltar

Transcrito e adaptado por Jonatas Passos


Padre Fábio Camargos


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo