A vinha do Senhor precisa de cuidado, zelo e amor

A vinha é exigente, por isso o Senhor nos pede para cuidarmos dela com amor

A vinha do Senhor precisa de cuidado, zelo e amor

Padre Duarte Lara
Foto: Paula Dizaró/ cancaonova.com

Ao trabalhar na minha diocese, fui percebendo que a vinha é uma planta que necessita de muito cuidado, e os meus paroquianos vivem dela. Assim, a vinha do Senhor também precisa de cuidados, porque Ele tem zelo por nós.

Lá em Portugal, muitas vezes, as pragas destroem tudo, por isso todas as uvas da vinha podem estragar; então, é preciso colocar remédio nelas. O dono da vinha precisa ser uma pessoa atenta. Outra coisa a que ele precisa ficar atento é com a chuva de granizo, porque ela queima toda a videira. Na parábola do Evangelho, isso acaba mal, porque eles poderiam ter feito mais pela vinha.

Deus tem nos amado e cuidado de nós todo o tempo. Se olharmos na história da salvação, o Senhor mandou muitos profetas para cuidar de Seus filhos, mas eles acabaram encontrando uma rejeição. Deus é um Pai que dá amor a Seus filhos, mas há filhos que não Lhe respondem da mesma forma.

Jesus, nessa parábola, fala de si mesmo, ou seja, Ele foi enviado por Seu Pai, mas foi acolhido sem amor, e quiseram matá-Lo. Deus nos ama desde sempre, abençoa-nos com muita paciência e espera uma resposta de amor, mas chega um momento em que Ele nos abandona em nossa dureza de coração.

O amor de Jesus por nós

Deus espera, com paciência, uma resposta de amor da nossa parte, mas se o nosso coração não se abre a Ele, é destruído. Por isso, devemos pedir ao Senhor que nos dê um coração agradecido, que Lhe responda com amor.

Deus não castiga, Ele é misericordioso, mas diz as escrituras que o Senhor corrige. Na passagem de Hebreus 12,5 e seguintes, Deus nos faz perceber e entender por que Ele nos corrige.

Que bom que o nosso pai do céu nos corrige e nos traz de volta para o caminho de santidade! Quem ama corrige, é simples! Como responder a esse amor e carinho que Deus tem conosco, se não queremos ter um coração insensível com o amor d’Ele?

Deus nos amou primeiro; agora, somos convidados a amá-Lo de volta. É assim também no matrimônio e no namoro, quando precisamos de uma resposta livre para esse sentimento. O amor exclui a violência, pois a resposta que o Senhor espera é um amor sincero.

São João da Cruz resumia tudo isso com uma frase bem simples: “Amor com amor se paga”. Isso vale para o nosso amor para com Deus e nossos irmãos, portanto, amemos a Deus com todo coração e santidade.

Crescer nas virtudes

O nosso chamado mais importante é crescer no amor para com Deus e os irmãos. O segredo para isso é conhecermos o coração que mais amou na face da Terra, ou seja, devemos olhar o coração de Jesus. Ele nos convidou a segui-Lo e amarmos uns aos outros como Ele nos amou.

Precisamos ter e querer todas as virtudes de Jesus, e uma delas é a caridade, porque o coração de Cristo é o abismo de todas as virtudes. Precisamos aprender de Jesus o que significa ter virtudes, amor misericordioso e verdadeiro, e n’Ele encontraremos tudo isso no seu grau perfeito.

Todos os santos têm uma fé e um amor intenso por Jesus; então, a alma da santidade são essas virtudes que, sobretudo, são dons de Deus. O Espírito Santo gera em nós essas virtudes, mas elas são resultados de um esforço humano, por isso, peça ao Senhor a graça e tenha força para vivê-la.

Ninguém nasce com coragem e com as virtudes maduras, esse é um caminho a ser vivido com a ajuda dos pais às crianças, pois assim estas vão pegando essas disposições para a alma. Para sermos como Jesus, precisamos trabalhar nessas virtudes. Muitas pessoas desanimam, porque os progressos são pequenos. Deus não nos dá um dia, mas sim uma vida para nos santificarmos.

Termino com uma frase do Padre Pio, na qual ele diz que as virtudes santificam a alma, não os fenômenos extraordinários, sobretudo, caridade, fé e esperança. O santo tinha os estigmas, contudo, não era isso que o santificava, mas o amor que Ele tinha por Jesus.

Às vezes, corremos muito atrás do extraordinário, mas é por meio das virtudes que nos unimos a Deus.

Assista a um trecho da pregação:

Leia mais:
.: Perguntas e respostas sobre cura e libertação 
.: O caminho para alcançar a cura 

Transcrição e adaptação: Alessandra Borges


Padre Duarte Lara


Sacerdote da Diocese de Lamego, Lisboa, Portugal

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo