Maria, perfeita discípula

Renata Pereira

“Sou escrava de Maria e ser escrava é muito mais do que andar com um adereço, com um terço nas mãos ou uma corrente nos braços, é estar submetida a Nossa Senhora, Aquela que nos conduz ao Seu filho, Jesus. Eu queria ser filha de Nossa Senhora, queria fazer uma experiência profunda com ela, e fui atendida.”

Se Maria pôde entoar o Seu Magnificat, hoje, somos nós quem precisamos dizer o nosso com a nossa vida, em meio às nossas lutas, dores, até mesmo com nossos desesperos… Precisamos, neste vale de lágrimas que caminhamos, perseverar com Nossa Senhora para cantar o nosso Magnificat.

O que é a perfeição?

Ser “perfeito”, no original grego diz de “teleios”, “inteiro”, “completo”, “maduro”, “plenamente desenvolvido”, “amadurecido”, “adulto” etc. Em Maria podemos ver essa perfeição, pois Ela era essa mulher completa, inteira que, aos pés da cruz, estava em pé.

Os nossos sofrimentos não podem nos fragmentarem, temos um exemplo de mulher perfeita! Somos chamados a viver a perfeição, não sem falhas, mas conscientes de que não nos falta nada, pois temos Jesus, e tudo o que vem depois é secundário.

Maria nos ensina a nos colocarmos inteiros diante de Jesus e entendermos que as outras coisas vão se tornando secundárias diante da grandeza de Jesus.

Somos chamados a sermos discípulos perfeitos

Discípulo é aquele que vê e imita a instrução de alguém. Maria foi e é a perfeita discípula porque não olhou para Ela, e sim para Jesus e O seguiu. Maria foi atenta a tudo o que o Senhor lhe pediu, Ela ouviu e escutou a Deus.

Nós somos chamados a não só ouvirmos a Deus, mas a escutarmos com atenção o que Ele nos fala. E como seremos perfeitos discípulos se não estamos atentos, se estamos nos deixando levar pelas distrações? Deus nos fala em todos os momentos, porém, nós não O escutamos. Nossa Senhora quer nos ensinar a escutarmos a voz do Senhor.

Nas bodas de Caná, Maria escutou a conversa dos empregados, entendeu que faltava o vinho e, atentamente, falou para Jesus da necessidade da festa.

“Inclina o ouvido e escuta as palavras dos sábios e aplica o coração ao meu conhecimento, essas palavras te serão preciosas desde que as guarde no seu íntimo e ela transborde de teus lábios, para que no Senhor esteja a tua confiança eu as ensino para ti hoje” (Provérbios 22, 17).

Precisamos de uma disposição ativa e atenta para escutarmos a Palavra de Deus. Para quem você tem inclinado o seu ouvido? É preciso silêncio para escutar o Senhor, muitas vezes, falamos demais e não paramos para escutá-Lo. É preciso silenciar nossos pensamentos, sentimentos etc. Maria, em toda a vida d’Ela, parava para escutar a Deus, Ela guardava todas as coisas em seu coração.

Leia mais sobre:
:: Quem é Maria Santíssima?
:: O segredo de Maria nos aprofunda no amor de Deus
::  
A presença da Virgem Maria na vida de cada um de nós

 Escutar a Deus nos faz tocar no milagre

 Escutar a Deus e fazer o que Ele nos diz é tocar no milagre! Aqueles empregados fizeram o que Jesus disse e tocaram no milagre da transformação da água em vinho. Maria nos diz hoje: “inclina seu ouvido e você tocará no milagre!”.

O perfeito discípulo é aquele que está tão imbuído no Mestre que dá Ele para as pessoas.
Nós somos filhos de Maria! Ela é a nossa mãe, cuida de nós, quer nos ensinar a ouvir e a escutar o Senhor e, assim, seremos fiéis a Ele e seus propósitos. Não tenha medo de assumir Nossa Senhora na sua vida, de professar a nossa fé.
Maria não aponta ela mesma, mas o filho: “Fazei tudo o que Ele vos disser”.

Que possamos entrar na escola de Nossa Senhora, pois Ela é a nossa pedagoga, a nossa formadora.

Transcrição e Adaptação: Bruna Marta

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo