Relacionamento com Deus como fonte de cura

Alexandre Oliveira prega an Quinta-feira de Adoração

Alexandre Oliveira
Foto: Arquivo/cancaonova.com

Espiritualidade é vida de relacionamento com Deus

Espiritualidade é nosso relacionamento com Deus, como define o fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib. Ainda segundo ele, espiritualidade é aquilo que vivemos no nosso dia a dia, não algo desencarnado nem inconstante.

Elias, instrumento de exortação à lealdade

Elias foi um profeta que Deus levantou para trazer sua palavra à nação de Israel num tempo de idolatria. Havia muitos profetas falsos, altares a deuses, e se faziam sacrifícios humanos, todas práticas abomináveis diante dos olhos de Deus.

Nesse contexto, Elias, como um dos únicos representantes do Deus verdadeiro, tem seu famoso embate com os profetas de Baal. Numa demonstração de força, Deus manifesta seu poder, enquanto os profetas de Baal se veem envergonhados.

A mensagem de Deus para a nação de Israel é clara: é tempo de tomar uma decisão! É preciso escolher servir a Deus ou a Baal, pois sem lealdade não há como viver verdadeiramente a espiritualidade.

Lealdade é coerência 

Vivemos, hoje, um tempo em que há escassez de lealdade, seja no trabalho, na família ou mesmo na igreja. Lealdade é uma decisão de coração, enraizada no caráter, de manter-se coerente em suas atitudes para com os outros.

Quando tomamos a nossa decisão, quando assumimos um compromisso com Deus, precisamos ter lealdade! Coerência com nossa escolha, pois se escolhemos servi-Lo, precisamos ser leais para com Ele. E se somos leais a Ele, como podemos ser desleais aos nossos irmãos? É preciso lealdade.

Lealdade é autenticidade 

Não sejamos traidores para com Deus! Sejamos legítimos e autênticos, não podemos viver com máscaras, sejamos coerentes com nossas escolhas. Sendo exemplo não só para as pessoas de fora, mas para os que estão dentro de nossa casa.

Mas e se errarmos? Se formos desleais? É preciso reconciliar-se. A reconciliação com o próximo é o caminho para aproximar-se com Deus. O único obstáculo que nos impede disso é nosso próprio orgulho, nossa própria histeria. Quando aprendemos a nos silenciar, não discutir, mas antes perdoar, então encontraremos o caminho para nos reaproximarmos de Deus.

É preciso aquietar-se

As palavras incontidas são fontes dos nossos piores arrependimentos. Com elas, afastamos as pessoas e nos afastamos da vontade de Deus. Aquietar a nós mesmos, nosso ego e nossa necessidade de estar certos é algo difícil. Mas o propósito de Deus para nós, hoje, é que nos aquietemos para nos reconciliar, para ter comunhão. Não é possível querer ser leal a Deus se não conseguirmos nos reconciliar com o nosso próximo.

Vamos, hoje, restaurar nosso altar e fazer uma escolha coerente de viver uma vida de lealdade para com Deus.

Assista a um trecho da pregação:

Leia também:
O servo bom e prudente
Perdão que liberta

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Transcrito e adaptado por Jonatas Passos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo