Eu vivo a Revolução Jesus

Tiago Marcon

Viver a Revolução Jesus é morrer para as coisas velhas e dar espaço para que Cristo viva em nós

Eu vivo a Revolução Jesus

Tiago Marcon.
Foto: Roger Ferrari/cancaonova.com

Nestes dias falamos muito sobre viver a Revolução Jesus e, na Bíblia, existe um cara que soube viver essa revolução. São Paulo, em Gálatas 2,19, nos fala que ele vive, mas não ele quem vive, e sim Cristo que vive nele.

Viver a Revolução Jesus é permitir que a vida de Cristo seja vista em nós. Que seja de tal modo que as pessoas possam contemplá-la. Cristo precisa ser visto em nós, Ele precisa crescer em nós e, assim, vamos tomando a forma de Jesus.

Muitas vezes, nós fingimos que vivemos e, esse é o problema, pois nós precisamos viver. Nós não podemos viver de revolução em revolução, de encontro em encontro, mas viver a vida revolucionária no dia a dia.

É preciso que a revolução seja vivida em todos os cantos. O Papa Francisco nos fala da revolução que Paulo viveu, deixando de viver para si mesmo, reproduzindo a imagem de Cristo, vivendo no Seu amor e do Seu amor.

Se vivermos o morrer para nós mesmos para viver em Jesus, o velho fica no passado e nos tornamos uma pessoa nova em Cristo. Essa é a morte necessária para vivermos, isto é, a morte do homem velho é necessária para que o homem novo venha à tona.

Se não tivermos a disposição de morrermos, não teremos condição de viver. Essa morte é a a mortificação, é cortar nossa inclinação ao pecado. Jesus venceu a morte, mas não desapareceu com ela, no entanto, Ele ressuscitou, desse modo, a morte virou uma passagem. É para essa morte espiritual que precisamos estar dispostos.

Confira também: 
.:Não tenha medo de descobrir a sua vocação
.:A juventude precisa crer na existência de Deus
.:Veja como foi o Aprofundamento Radical de 2019

A decisão de viver a revolução é nos pequenos atos do dia a dia que precisamos a demonstrar, não podemos alimentar o homem velho. Alimentar o homem velho enfraquece o homem novo; e a ressurreição só acontece depois da morte. Após dar o espaço ao homem novo, nós viveremos a vida no Espírito. Temos de estar dispostos!

Transcrição e adaptação: João Paulo dos Santos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo