É feliz a nação que tem o Senhor como Deus

Padre Roger Luis

Somos uma nação abençoada e não desistiremos do Brasil!

O Senhor me pediu que eu trouxesse uma mensagem para você. Essa mensagem vem em três momentos: primeiro, a atitude de Deus; depois, a nossa atitude; e, por fim, nossa atitude enquanto povo. Veja o que afirma a Palavra de Deus:

“Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3,16).

Precisamos entender o Mistério de Belém enquanto resposta de amor. Estamos no tempo do Advento, tempo de preparação para o Natal. E eis que lhe trago essa boa notícia: Deus ama você! Sim, a atitude de Deus é uma atitude de amor.

Deus se encarnou, Ele veio até nós, nasceu naquela manjedoura, em Belém, porque nos ama. Então, por que fugimos do seu amor? “Deus, que tanto nos amou, só quer de nós também o nosso amor”, como nos ensina São Bernardo de Claraval. Meu irmão, quando a nossa vida será uma resposta de amor ao Senhor que tanto nos ama?

Essa resposta de amor, no entanto, não se baseia em palavras, mas sim em gestos concretos. Hoje em dia, infelizmente, a palavra “amor” tem sido muito esvaziada. As pessoas dizem: “Eu te amo” de um jeito muito banal. Amor é doação, é esvaziamento. Precisamos amar a Deus a partir das nossas atitudes de amor.

Deus quer ser consolado pelo nosso amor!

Meus irmãos, nós somos o povo amado e resgatado pelo Senhor. Precisamos amá-Lo também enquanto povo; e necessitamos fazer isso para descobrir o verdadeiro sentido em celebrar o “Hosana Brasil”, o verdadeiro sentido de celebrar a vitória de Deus em nossa vida, mesmo quando tudo aparenta o contrário. Deus quer ser consolado pelo nosso amor!

Estou fazendo com você o caminho para a felicidade da nossa nação, que vai muito além de territórios, fronteiras etc. A nossa nação somente será feliz quando descobrir o que o Senhor quer dela e corresponder ao desígnio divino. Preste atenção no que afirma o apóstolo Paulo:

“No entanto, eu poderia confiar também na carne. Se há quem julgue ter motivos humanos para se gloriar, maiores os possuo eu: circuncidado ao oitavo dia, da raça de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu e filho de hebreus. Quanto à Lei, fariseu; quanto ao zelo, perseguidor da Igreja; quanto à justiça legal, declaradamente irrepreensível. Mas tudo isso, que para mim eram vantagens, considerei perda por Cristo. Na verdade, julgo como perda todas as coisas, em comparação com este bem supremo: o conhecimento de Jesus Cristo, meu Senhor. Por ele tudo desprezei e tenho em conta de esterco, a fim de ganhar Cristo e estar com ele” (Filipenses 3,4-9).

“Somos um povo que acredita em Deus” (Pe. Roger Luis) – Foto: Bruno Marques/cancaonova.com

Veja: Paulo afirma que o bem supremo é o conhecimento de Jesus Cristo. Esse conhecimento não era algo teórico, científico, mas se tratava de uma experiência, ou seja, o conhecimento de Jesus, para o apóstolo, nada mais é do que seu encontro pessoal com Ele. A experiência com o amor de Deus transformou a vida de Paulo. A experiência que eu e você tivemos com esse mesmo amor, essa experiência verdadeira, também transformou nossa vida. Portanto, meus irmãos, nossa resposta de amor a Cristo consiste em dar o devido valor a esse encontro pessoal com Ele.

O Brasil é feito de pessoas, não apenas de território. Essa nação somente será feliz quando se render ao amor de Deus. O Brasil só será feliz se assumir o Senhor como seu Deus.

Chega de ver tanto paganismo em nosso meio! O Brasil não pode continuar sendo um país de mentirosos! Isso só irá mudar se assumirmos nossa parcela de responsabilidade, pois Deus já assumiu a responsabilidade d’Ele ao se encarnar por amor e vir ao mundo para nos salvar. Agora, é a parte que nos cabe. Precisamos testemunhar, com a própria vida, essa experiência do encontro pessoal com Jesus.

Princesa Isabel e sua devoção a Nossa Senhora

Somos um povo que acredita em Deus. Não é verdade? O Brasil é o país mais cristão da face da Terra. E em que o nosso Cristianismo, a nossa fé em Jesus, tem impactado em nossa sociedade? Hoje, é dia em que celebramos a Imaculada Conceição de Maria. E eu, orando por esta pregação, lembrei-me da Princesa Isabel. Ela era muito católica e devota a Nossa Senhora. Você sabia disso? Após promulgar a Lei Áurea, ela acabou sendo perseguida pelos ricos e poderosos fazendeiros que diziam a ela: “Você jamais se sentará no trono desta nação”. Ao que ela respondeu: “Pela libertação dos escravos, se mil tronos eu tivesse, mil tronos eu daria”.

Depois disso, a Princesa Isabel foi a Aparecida e, diante da imagem de Nossa Senhora, escreveu um bilhete com a seguinte oração: “Eu, diante de vós, sou uma princesa da terra, e eu me curvo, pois és a Rainha do Céu. E eu te dou tão pobre presente que seria uma coroa igual a minha, e se eu não me sentar no trono do Brasil, eu rogo que a Senhora se sente por mim e governe perpetuamente o Brasil”.

Leia mais: 
.:Com Jesus venceremos nossas neuroses e feridas
.:Em Ti confio, Senhor, e celebro a vitória
.:Ser Canção Nova é bom D+! Assista ao vídeo 

.: Baixe o aplicativo Canção Nova e tenha nosso conteúdo na palma da mão

No ano de 1904, o Papa São Pio X proclamou Nossa Senhora Aparecida a “Imperatriz do Brasil e Defensora Perpétua do povo brasileiro”. Em 1930, o Papa Pio XI proclamou, por decreto, Nossa Senhora Aparecida “Rainha e Padroeira do Brasil”.

O Brasil pertence a Jesus Cristo e a Nossa Senhora. Este é um país católico na sua gênese; e ninguém roubará um decreto feito pelo Céu. Chegou a hora de nos levantarmos como um povo católico de verdade, um povo que não nega sua fé nem sua Tradição, para que, assim, o Brasil seja uma nação verdadeiramente feliz. Sim, nós somos uma nação abençoada e não desistiremos do Brasil! 

 

 

 

 

Transcrição e adaptação: Alexandre Oliveira

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
LUZ DA FÉ