Deus quer nos guiar

Padre Chrystian Shankar
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Deus quer nos guiar, Ele tem o melhor para nós

O mar nos textos bíblicos é sinônimo de caos, de incerteza, e a passagem do evangelho que somos convidados a meditar no dia de hoje, Jesus vai até a beirada do mar. O que isso quer nos dizer? Que Jesus quer no meio das incertezas, nos fazer aprender com Ele.

Quando Jesus chama a multidão para aprender, o intuito d’Ele é dar instruções para aquelas pessoas levarem para suas casas e colocá-las em prática. A vontade de Deus nunca foi a de que, simplesmente, escutássemos ou, até mesmo que, soubéssemos versículos de cor, a vontade d’Ele é que levemos os Seus ensinamentos e apliquemos no nosso dia a dia.

Deus não nos escolhe pela nossa história

Deus não nos chama pela nossa história, pelas nossas dificuldades e limitações, Ele nos escolhe, por ver em nós, um potencial que nem nós mesmos somos capazes de enxergar. Deus não chama capacitados, Deus capacita aqueles a quem chama.

Quando Jesus chamou São Mateus, esse trabalhava como cobrador de impostos, alguém renegado pela sociedade judaica, um traidor. Jesus olhou para Mateus e viu muito além, quando Ele estendeu, ao cobrador de impostos, o Seu chamado, não importava-se com críticas, Ele tinha um propósito para São Mateus.

Atitude que faz a diferença

Mais interessante é a atitude de São Mateus. Ele não pediu um tempo para resolver suas contas, para se despedir, ele simplesmente aceitou o chamado e seguiu a Cristo. Assim devemos fazer, se pensarmos muito nas coisas deste mundo, não teremos coragem de abraçar as coisas do Céu.

Jesus via em Mateus o evangelista que ele poderia ser, por isso, o chamou. Entrou em sua casa e esteve com ele, mesmo sabendo que a sociedade o rejeitava. Ele ama pegar aquilo que é rejeitado pela sociedade, transformar e colocar em lugar de honra.

A humildade é o início 

Reconhecer-se como pecador, carente da ação da graça divina, é o passo inicial para a obra de Deus em sua vida. Só tendo a humildade de reconhecer a própria limitação é que damos liberdade a Deus, para realizar em nós a sua obra, fazendo conosco o que Ele deseja.

Que estejamos sempre dispostos a deixar que Ele nos aperfeiçoe, e realize em nós aquilo que Ele quer de nós, nos capacitando e transformando. Que sejamos usados e não só tenhamos conhecimento da Palavra, que tenhamos disposição para praticá-la todos os dias.

:: Confira as fotos do “Acampamento para Famílias #amorquenaodesiste “

Assista a um trecho da pregação:

Leia também:
Família, vinho novo do amor
Família: amor que não desiste

Transcrição e adaptação Jonatas Passos


Padre Chrystian Shankar


Pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida em Divinópolis – MG

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo